Mais vacinas, mais cirurgias, mais partos e mais exames em 2015

Segundo o Instituto de Administração da Saúde e Assuntos Sociais, no âmbito do Programa Regional de Vacinação da Região Autónoma da Madeira, foram administradas 50 810 inoculações de 14 tipos de vacinas, mais 6,6% que em 2014. No Extra Programa foram ainda administradas 47 366 inoculações, mais 23,5% que no ano anterior. 09-01-2017 Saúde
Mais vacinas, mais cirurgias, mais partos e mais exames em 2015

Número de inoculações administradas na Região no âmbito do Programa Regional de Vacinação e extra Programa aumentou.

Em 2015, segundo o  Instituto de Administração da Saúde e Assuntos Sociais (IASaúde), no âmbito do Programa Regional de Vacinação (PRV) da Região Autónoma da Madeira, foram administradas 50 810 inoculações de 14 tipos de vacinas, mais 6,6% que em 2014. No Extra Programa foram ainda administradas 47 366 inoculações, mais 23,5% que no ano anterior.

Em 2015, foram efetuadas cerca de 12,0 mil grandes e médias cirurgias (11,5 mil no ano anterior), das quais 15,5% respeitantes a intervenções urgentes. O número de pequenas cirurgias registou uma diminuição de 5,7% face a 2014 (12,4 mil), fixando-se em 11,7 mil intervenções.

No ano em análise, foram efetuadas 19,3 mil anestesias (menos 4,8 mil que em 2014): 68,4% do tipo Local
e 18,7% do tipo Geral.

Neste ano, foram realizados cerca de 4,9 milhões de atos complementares de diagnóstico (4,8 milhões no ano de 2014), sendo que destes 83,1% correspondiam a análises clínicas.

Foram atendidas nas urgências 135,8 mil pessoas. Destas, 84,9% foram por motivo de doença e 13,2% por lesões provocadas por acidente. 
Partos aumentam 11,7%
Em 2015 foram realizados 1 926 partos de parturientes residentes na Região Autónoma da Madeira, significando um acréscimo de 11,7% face a 2014 (mais 201 partos), 27 dos quais gemelares. Neste ano, 59,3% dos partos ocorreram de parturientes com idade entre os 26 e os 35 anos.
Os municípios que registaram maior proporção de partos foram Funchal (38,7%), seguido de Santa Cruz (21,7%) e Câmara de Lobos (14,8%).