SRAP e UMa assinam protocolo de cooperação

Secretaria regional de Agricultura e Pescas irá assinar protocolo com a Universidade da Madeira para um melhor aprofundamento de técnicas e conhecimento das atividades agrícolas, piscatórias e agroindustriais da Região. 16-02-2017 Agricultura e Pescas
SRAP e UMa assinam protocolo de cooperação A secretaria regional de Agricultura e Pescas  e a Universidade da Madeira assinarão em breve um protocolo de cooperação com vista a assegurar a realização de ações que contribuam para o aprofundamento de conhecimentos e inovação técnica nos setores das atividades agrícola, piscatória e agroindustrial da Região.
Uma iniciativa que pode abrir várias portas através de um conhecimento mais aprofundado.
Para o secretário regional de Agricultura e Pescas, “é possível criar uma maior sustentabilidade e melhoria das produções agrícolas se houver uma base de conhecimento e investigação” disse Humberto Vasconcelos adiantando que a agricultura e as pescas vivem um novo paradigma e o seu crescimento é apenas possível através do conhecimento. “Há que tirar partido dos nossos laboratórios, dos nossos recursos humanos e da aprendizagem adquirida quer da secretaria, quer da universidade e transferi-la igualmente para os agentes económicos”, disse.
As ações de cooperação no âmbito do protocolo, abrangem vários domínios como a promoção e realização de atividades técnico-científicas que contribuam para o aprofundamento de conhecimentos e para o desenvolvimento dos setores da agricultura, das pescas e da agroindústria da Região; a conceção, preparação e desenvolvimento de projetos de I&DT de interesse comum, particularmente vocacionados para a absorção e divulgação da inovação tecnológica e o incremento da atividade empresarial nos setores da agricultura, das pescas e da agroindústria da RAM; o aperfeiçoamento de competências técnicas e de formação; a disponibilização de estágios curriculares a estudantes, ou de aperfeiçoamento a quadros técnicos; entre outros.

Recorde-se que no POrograma do Governo Regional, além da cooperação com universidades para uma melhor produção do sector, está plasmado a reestruturação da rede de campos experimentais e postos agrários da Madeira e do Porto Santo, criando um centro de competências exclusivamente direcionado para a investigação, experimentação e demonstração agronómicas focando as culturas frutícolas, hortícolas e florícolas, tendo em consideração, entre outros, os desafios colocados pelas alterações climáticas.



Anexos

Descritores