Inclusão é responsabilidade de toda a sociedade

Desafio lançado por Jorge Carvalho na entrega de Certificados a 50 formandos do Serviço Técnico de Formação Profissional. 09-12-2016 Educação
Inclusão é responsabilidade de toda a sociedade O Secretário Regional de Educação, Jorge Carvalho, participou na manhã desta sexta-feira (9 de dezembro), na entrega de Certificados de Formação Profissional a 50 formandos do  Serviço Técnico de Formação Profissional.
 
Uma cerimónia realizada no âmbito da “Inclusão - Semana Regional da Pessoa com Necessidades Especiais” e carregada de simbolismo.
«São 50 jovens que, a partir deste momento, estão qualificados e capacitados para, de uma forma sustentada, poderem ter um papel ativo na sociedade. A inclusão não é só para as pessoas com necessidades especiais, mas também para todos aqueles que têm a responsabilidade de incluir», sublinhou o governante, elogiando e agradecendo às empresas que começam a criar condições e espaços para que todos possam ser incluídos na sociedade.
«O desafio e o desejo é que essa sensibilidade e cultura social do tecido empresarial possa ser incrementada e assumida, procurando integrar jovens com estas características especiais. A responsabilidade social é de todos», enfatizou.
 
Jorge Carvalho apontou os jovens agora certificados como um exemplo.
«É uma enorme satisfação ter mais jovens qualificados, que podem a qualquer momento integrar o mercado de trabalho. Aqueles que nos preocupam, e muito, são os que não têm as qualificações mínimas, aqueles que, mesmo surgindo um posto de trabalho, nunca o poderão ocupar», alertou o Secretário Regional, incentivando à formação.
«O que é importante é descobrirmos o nosso rumo porque, depois de ele estar definido, criaremos condições para que possa ser trilhado. É essa a função da sociedade, das diferentes organizações e estruturas sociais, procurando que todos tenham o seu lugar na nossa sociedade. Foi isso que este Serviço fez: criou condições para que cada um, dentro das suas competências e aptidões, pudesse criar um espaço de realização e de integração. Uma sociedade capaz, competente e solidária é aquela que inclui e integra todos sem exceção, independentemente das suas limitações», concretizou Jorge Carvalho.