EBS Ponta do Sol é exemplo de 40 anos de Autonomia

Jorge Carvalho associa 40 anos de atividade daquela escola e de exercício de Autonomia. 05-01-2017 Educação
EBS Ponta do Sol é exemplo de 40 anos de Autonomia O Secretário Regional de Educação, Jorge Carvalho, esteve presente esta quinta-feira (5 de janeiro) nas comemorações do 40.º aniversário da Escola Básica e Secundária da Ponta do Sol. Na cerimónia, realizada no pavilhão da escola, que se encontrava completamente lotado, foi homenageada a professora Gabriela Relva, percursora na implementação daquele estabelecimento de ensino, foram distinguidos os alunos dos diversos anos de escolaridade que mais se destacaram no ano letivo transato e, por fim, assistiu-se a atuações de vários grupos escolares.
 
Jorge Carvalho atribui particular relevância ao facto de comemorar-se quase em simultâneo 40 anos de Autonomia e de EBS Ponta do Sol.
«A escola celebra hoje 40 anos e, no ano que ainda agora findou, a Região comemorou 40 anos de Autonomia. Foi esse processo autonómico que veio permitir que pudéssemos levar a escola às diferentes comunidades, foi a autonomia que nos permitiu levar a educação, a formação e a instrução a todos os madeirenses», evidenciou o Secretário Regional, recordando que, há 40 anos, a taxa de analfabetismo era de 60%.
 
«Para esta geração esse termo está ultrapassado. Hoje, felizmente, as nossas preocupações são outras, porque todas as nossas crianças frequentam a escola e, acima de tudo, têm professores altamente qualificados, situação que, tal como referiu a professora Gabriela Relva, não sucedia há 40 anos. Esse processo foi também muito importante para elevar a qualidade do ensino, pois a escola é um espaço privilegiado de formação, é na escola que conseguimos efetivamente alterar a nossa condição social, onde conseguimos encontrar as ferramentas para concretizar os nossos sonhos. É aqui que devemos construir os nossos projetos de vida», enfatizou.
 
Em jeito de desafio aos estudantes presentes, o governante com a pasta da Educação sublinhou que nenhuma outra geração teve condições para estar tão bem preparada.
«Há 40 anos provavelmente não havia sequer telefones quanto mais iphones e tablets. A vossa geração vive com condições que nenhuma outra teve, tem instituições e pessoas preocupadas com a vossa formação. Por isso, aproveitem esta oportunidade, tudo aquilo que a escola vos pode dar, tirem proveito do conhecimento dos vossos professores e procurem preparar-se o melhor possível para desempenhar no futuro as vossas responsabilidades de forma competente e capaz», concretizou Jorge Carvalho.