Cerca de 120 crianças participam nas sessões do “RobôBrava” no Funchal

Eduardo Jesus anunciou que a próxima atividade do projeto será em São Vicente 18-03-2017 Economia, Turismo e Cultura
Cerca de 120 crianças participam nas sessões do “RobôBrava” no Funchal Entre hoje e amanhã, cerca de 120 crianças e jovens com idades compreendidas entre os 9 e os 14 anos, participam nas sessões do “RobôBrava” que estão a ter lugar, desta vez no concelho do Funchal, nomeadamente no espaço Infoart da Secretaria Regional da Economia, Turismo e Cultura (SRETC).

Esta manhã, o Secretário Regional, Eduardo Jesus, esteve presente no local a testemunhar o interesse e elevada adesão a este projeto da SRETC que está a ser desenvolvido pela Direção Regional da Inovação, Valorização e Empreendedorismo com o apoio da empresa regional Grupo XIS, e com a parceria da Lego Education e da Arabot Hi-Fi (distribuidora da marca em Portugal).

Na ocasião, o governante falou sobre a “utilidade destas iniciativas” que ajudam os mais novos a desenvolver aptidões mecânicas, mas também eletrónica, programação. “Passam a ver na prática os resultados daquilo que aprendem na teoria e não há nada mais fácil dos que apreendermos a ver o efeito prático”, disse exemplificando com as fórmulas matemáticas ou as “ordens” definidas pelo computador e que vão comandar os movimentos dos robôs depois da sua montagem. Eduardo Jesus acrescentava ainda ter tido a oportunidade de perguntar a todos os participantes da sessão desta manhã se preferiam este tipo de atividade ou os jogos eletrónicos. “Apenas 3 disseram que preferiam os jogos eletrónicos”, disse, “o que significa que 90 a 95% prefere esta atividade. Por isso, estamos na altura certa de proporcionar esta atividade e de relacionar a construção de robôs com a sua programação”.
Depois do sucesso da primeira atividade do projeto “RobôBrava” que teve lugar no último fim-de-semana na Ribeira Brava e que acabou por ter 5 sessões (mais 3 do que as 2 inicialmente previstas), o Secretário Regional recordou que a iniciativa vai passar por todos os concelhos da Região, incluindo o Porto Santo. O próximo será já São Vicente, no próximo fim-de-semana, anunciou. “Queremos envolver o maior número de crianças e jovens neste contato com a robótica e programação”, sublinhou o governante. 
“Estamos motivadissmos com este novo programa porque estamos aqui a tratar das nossas sementes. As nossas crianças são as nossas sementes e quanto melhor forem tratadas e mais ferramentas pudermos dar para se instruirem devidamente, melhor será o dia de amanhã  e é esta a responsabilidade da nossa geração para aquela que vem a seguir, para que possa fazer tão bem ou melhor e preferencialmente melhor do que nós”, disse ainda Eduardo Jesus.
Recorde-se que o “RobôBrava” é um workshop pedagógico dedicado às gerações mais novas (participantes com idades entre os 9 e os 14 anos), com o objetivo de ensinar a construir e programar um robô autónomo. Este projeto insere-se no âmbito do futuro “Playground de Tecnologia e Robótica” do projeto  Brava Valley e pretende, acima de tudo despertar o interesse e o entusiasmo da sociedade com a tecnologia, através da interação ativa dos participantes com o mundo apaixonante da robótica e da programação, proporcionando desafios periódicos que: estimulem a prática de conceitos de programação e eletrónica; demonstrem na prática os conceitos científicos; desenvolvam raciocínios lógicos/abstratos, competências informáticas e a coordenação motora e estimulem o espírito de equipa e o trabalho de grupo.