Este sítio utiliza cookies para facilitar a navegação e obter estatísticas de utilização. Poderá consultar a nossa Política de Privacidade aqui.
Pesquisar

Miguel Albuquerque enaltece qualidade dos runs madeirenses

Presidente elogia aposta do Engenho Novo na qualidade 20-04-2022 Presidência
Miguel Albuquerque enaltece qualidade dos runs madeirenses

O presidente do Governo Regional elogiou a aposta na qualidade que o Engenho Novo da Madeira está a fazer ao nível da produção de rum. Miguel Albuquerque esteve hoje nas instalações do engenho criado em 2006, no Parque Empresarial da Calheta, tendo enaltecido o esforço desenvolvido na diferenciação do rum madeirense.

O governante diz que a opção daquele Engenho e dos outros engenhos da Madeira que se dedicam à produção de cana foi na diferenciação do nosso rum junto dos mercados.

«A presença em provas internacionais e a presença de provadores internacionais na Região têm assegurado ao nosso rum a qualidade única, que faz com que o preço da garrafa, sobretudo a do rum envelhecido, suba nos mercados e que seja considerado um dos melhores runs do mundo», sublinhou.

Segundo Miguel Albuquerque, só com essa diferenciação é que conseguiremos penetrar num mercado que é massificado

«Temos de assegurar o nosso nicho de mercado pela qualidade e é isso que os empresários do sector têm feito», relevou.

Questionado pelos jornalistas, o líder madeirense disse que o objetivo passa do Governo passa por continuar a garantir o melhor preço para a cana. «Os empresários assumiram este ano um aumento de dois cêntimos por quilo e no próximo ano o Governo também irá pagar mais dois cêntimos por quilo, através do POSEI. No próximo será assim assegurado um preço de 32 cêntimos por quilo», anunciou.

Miguel Albuquerque lembrou ainda o trabalho de cooperação que tem sido feito ao nível das Regiões Ultraperiféricas, no sentido de assegurar uma redução fiscal, a nível europeu e nacional, para este tipo de produtos.

Na Madeira, lembra, existem 11 mil pessoas associadas à produção de cana, que nela conseguem um rendimento familiar extra. E, complementou, «é uma tradição cultural e patrimonial da Madeira, que urge assegurar a sua continuidade».

O Engenho Novo da Madeira tem 12 colaboradores efetivos e cerca de 20 sazonais

Preveem transformar um total de 2,5 mil toneladas de cana, mais 500 toneladas do que em 2021.

Produzem rum branco e runs envelhecidos, bem como mel de cana, para além de alguns licores regionais e ginja

Para este ano, a estimativa aponta para uma produção de cerca de 200 mil litros de rum e de cerca de 40 toneladas de mel.

Refira-se ainda que 75 a 80% da produção é vendida na Região. E 20 a 25% da produção é vendida para o exterior, incluindo o Continente e Açores e ainda mais de vinte mercados internacionais

Destes 20 mercados internacionais, três são extracomunitários: EUA, Japão Canadá


Anexos

Descritores