Este site utiliza cookies para uma melhor experiência de navegação. Ao navegar está a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de cookies aqui.
Pesquisar

Banana da Madeira é a mais bem paga no mercado europeu

Miguel Albuquerque diz que política do seu executivo para o produto regional é para prosseguir, não só pelos resultados alcançados a nível da promoção e valorização, mas também pelos produtores receberem a tempo e horas e com transparência 21-07-2019 Presidência
Banana da Madeira é a mais bem paga no mercado europeu

"A política do Governo relativamente à banana será a que está em execução". A garantia foi dada hoje pelo Presidente do Governo Regional, Miguel Albuquerque, que, por ocasião da XIX Mostra da Banana, na Madalena do Mar, enalteceu o trabalho que tem vindo a ser desenvolvido por aquela entidade na promoção e valorização daquele produto regional, não só pela sua certificação e exportação, ao preço mais alto pago pelo mercado europeu, mas, sobretudo, pelo facto de os produtores hoje serem pagos "a tempo e horas" - o que não acontecia no passado -, através de processo transparente.

Dito isto, Miguel Albuquerque reiterou que o objetivo do seu governo continuará a ser o de trabalhar para valorizar a banana da Madeira e apoiar os primeiros interessados no seu sucesso: os produtores.
À margem da sua intervenção, o governante colocou em perspetiva a dimensão do mercado europeu e o peso relativo das regiões produtoras de banana. A Europa consome 7 milhões de toneladas de banana por ano, sendo que, de entre as regiões da UE produtoras de banana, Martinica e Canárias colocam no mercado do velho continente 600 mil toneladas, enquanto que a Madeira é responsável por apenas 18 mil toneladas. 
"Um universo imenso, onde nós só podemos nos diferenciar pela qualidade do nosso produto" defendeu o líder do executivo.
"E não tenho nenhuma dúvida de que a banana da Madeira, assim como a nossa anona e a abacate têm uma diferença. Têm gosto. Têm sabor. E são produtos de excecional qualidade. E o consumidor, sobretudo o que tem maior poder aquisitivo adquire os produtos com sabor, com gosto e com qualidade", assegurou.
Por fim, no que concerne ao trabalho realizado nestes últimos anos, o Chefe de Governo recordou o investimento na ordem dos 4 milhões de euros para a criação do Centro de Processamento de Banana, na Ponta Sol, especialmente vocacionado para a exportação do produto regional.


Anexos

Descritores