Este site utiliza cookies para uma melhor experiência de navegação. Ao navegar está a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de cookies aqui.
Pesquisar

As Selvagens como uma "incontornável referência mundial"

As comemorações dos 50 anos da reserva natural das ilhas Selvagens, que incluem um conjunto de iniciativas como uma expedição ao local, uma regata e uma travessia a nado, têm como objetivo tornar aquelas ilhas numa "incontornável referência mundial" 28-10-2021 Ambiente, Recursos Naturais e Alterações Climáticas
As Selvagens como uma "incontornável referência mundial"

“A nossa visão é ter a reserva natural das ilhas Selvagens uma incontornável referência mundial para a conservação da natureza até 2071, ou seja, até daqui a 50 anos”, afirmou a secretária regional de Ambiente, recursos naturais e Alterações Climáticas, Susana Prada durante a apresentação do programa de comemorações dos 50 anos de reserva natural das Selvagens.

 

Susana Prada sublinhou que “não restam dúvidas de que o ano 1971 escreveu um novo capítulo na História de Portugal, o da conservação”, recordando que as ilhas Selvagens constituem a primeira reserva natural do país.

 

A necessidade urgente de proteger a colónia de cagarras ali existente, alvo de uma atividade de caça insustentável, “despoletou o desígnio maior, de proteger todo aquele santuário terrestre e marinho”, recordou.

 

A governante destacou, igualmente, os projetos feitos ao longo dos últimos anos para proteger as Selvagens, algumas expedições e visitas de um conjunto de entidades. “O Governo Regional tudo fará para que os próximos 50 anos continuem a ser de conservação e de conhecimento nas ilhas Selvagens”, assegurou.

 

O programa inclui o lançamento de um livro ilustrado para crianças inspirado na travessia que o velejador madeirense João Rodrigues fez há 10 anos, na altura das comemorações dos 40 anos da reserva natural, a divulgação de um roteiro natural e cultural das ilhas selvagens por parte do Governo e o apoio de outras iniciativas como exposições, documentários e conferências internacionais.

 

Será também organizada uma regata pela Associação Regional de Vela da Madeira, bem como uma expedição liderada pelo IFCN à Selvagem Grande “com o envolvimento de várias entidades nacionais e internacionais, cujo objetivo principal é o de analisar o estado de conservação dos ecossistemas das Selvagens, 50 anos após a criação da Reserva Natural e 20 anos após projeto de Recuperação dos habitats terrestres da Selvagem Grande”.

 

A expedição vai ser realizada a bordo da embarcação Santa Maria Manuela, um antigo bacalhoeiro, referiu Paulo Oliveira, do IFCN, acrescentando que “está a ser equacionada uma segunda expedição dirigida ao ambiente marinho”.

 

Entre as iniciativas previstas, destacam-se ainda uma travessia de mota de água em autonomia do Funchal às Selvagens feita por Frederico Rezende e uma ida a nado da Selvagem Grande à Selvagem Pequena feita pela nadadora Mayra Santos, recordista mundial.

 

Paulo Oliveira realçou também o projeto “Ilhas Selvagens sem lixo”, que pretende fazer uma recolha regular do lixo marinho encontrado naqueles locais “com o objetivo de salvaguarda ambiental, mas também de ser criado um esquema de monitorização que permita avaliar e estudar este problema”.

 

 

 

 


Anexos

Descritores