Este site utiliza cookies para uma melhor experiência de navegação. Ao navegar está a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de cookies aqui.
Pesquisar

Governo reforça proteção marítima do cais da Madalena do Mar

Investimentos na ordem dos 750 mil euros melhoram acesso, segurança e operacionalidade do cais da freguesia. 14-09-2021 Economia
Governo reforça proteção marítima do cais da Madalena do Mar

O secretário regional da Economia, Rui Barreto, esteve, esta segunda-feira, na Madalena do Mar, onde deu a conhecer algumas das intervenções que estão previstas para o cais daquela freguesia do concelho da Ponta do Sol, as quais irão reforçar não apenas a proteção marítima, como melhorar também os acessos e a operacionalidade daquela infraestrutura.

 

De acordo com Rui Barreto, estão previstas duas intervenções no cais da Madalena do Mar, “uma das quais já adjudicada e que vai ao encontro de uma velha aspiração da população desta freguesia, em especial os residentes na área do ‘Bairro dos Pescadores’, que será a consolidação da escarpa e entre outros melhoramentos no cais, como a colocação de varandins, desassoreamento, iluminação e cabeços de amarração”.

 

Tal como afirmou o governante, “esta intervenção, que representa um investimento do Governo Regional na Ponta do Sol próximo do meio milhão de euros, vai permitir melhorar não apenas as acessibilidades e segurança do cais, como também a sua operacionalidade, abrindo caminho também para a expansão que se está a registar ao nível das empresas marítimo turísticas”.

 

A segunda intervenção, conforme referiu Rui Barreto, será “a construção de um enrocamento, aproveitando uma formação rochosa ali existente, por forma a garantir, não apenas a segurança do cais e a sua operacionalidade, como também evitar a deposição de inertes no seu interior”.

 

Esta intervenção, tal como afirmou o secretário regional da Economia, “representa um investimento na ordem dos 250 mil euros e vai permitir reforçar a proteção marítima do cais da Madalena do Mar, com a colocação de 250 tetrápodes de 10 toneladas cada e, dessa forma, melhorar a segurança e o acesso à praia, com melhores condições para os pescadores que utilizam este cais”.


Anexos

Descritores