Este sítio utiliza cookies para facilitar a navegação e obter estatísticas de utilização. Poderá consultar a nossa Política de Privacidade aqui.
Pesquisar

Empresa “Ferreira’s” é um marco da economia regional

Miguel Albuquerque diz que a empresa Ferreira’s é um marco da Economia regional, na área da construção e dos materiais de construção. O presidente do Governo Regional falava durante a visita que fez, na manhã de hoje, à loja instalada no Caminho de Santo António. 31-08-2022 Presidência
Empresa “Ferreira’s” é um marco da economia regional

Uma visita, acompanhada pelo secretário regional da Economia, Rui Barreto e que se insere no roteiro de visitas às empresas madeirenses que vem realizando ao longo de todo este mandato.

Um ciclo de visitas que pretende ser, conforme recordou, uma «auscultação da realidade da nossa economia, da empregabilidade e, sobretudo, das linhas orientadoras que é preciso continuar a manter para que a possa Madeira prosseguir com o seu crescimento económico e a assegurar emprego aos seus cidadãos».

O líder madeirense sublinhou ainda ser um prazer estar numa empresa como a “Ferreira’s”, lembrando tratar-se de uma firma instalada há muitos anos, com capitais de emigrantes na África do Sul.

«É uma empresa que se tem modernizado e adaptado ao mercado ao longo de todos estes anos. Tem um volume de negócios, muito assinalável, de mais de 4 milhões de euros e emprega quase 40 pessoas. São todos funcionários muito experientes e com muitos anos de casa», realçou.

Desta forma, fez questão de manifestar a sua grande satisfação por ter efetuado a visita e, ainda, por voltar a ver a nova tendência das empresas da Madeira, que é a aposta em segmentos de mercado de gama média/alta.

«A “Ferreira’s” está a prestar um grande serviço, atendendo ao boom que temos assistido no mercado da construção de qualidade na Madeira. A Construção está a crescer muito. O imobiliário está a atingir patamares impensáveis. A nossa ideia é mantermos o ritmo», disse ainda.

Miguel Albuquerque reforçou que «o investimento privado tem sido substancial» e que o mesmo será agora complementado «por um conjunto assinalável de obras públicas na área da habitação, sobretudo virada para a renda acessível, no valor de mais de 128 milhões de euros, em todos os concelhos da Região». Isto para além da construção, a maior obra no País, do Hospital Central e Universitário da Madeira.

Para o governante, todo este investimento também terá um efeito multiplicador nas empresas de venda de materiais de construção, para além das construtoras.

Quanto a falta de materiais de construção civil, diz que essa é questão ultrapassada, lembrando que as mesmas foram pontuais e não afetaram sempre os mesmos materiais


Anexos

Descritores