Este site utiliza cookies para uma melhor experiência de navegação. Ao navegar está a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de cookies aqui.
Pesquisar

Governo já recuperou 16 centros de saúde.

Miguel Albuquerque destacou, há pouco, a recuperação de 16 centros de saúde. Falando no centro de saúde de Santa Cruz, que está em obras, sublinhou que o objetivo agora, para aquela unidade, é instalar ali um elevador. 29-08-2019 Presidência
Governo já recuperou 16 centros de saúde.

O Governo Regional recuperou e ou construiu 16 centros de saúde ao longo deste mandato. E vai prosseguir com este trabalho de reabilitação, conforme anunciou, há pouco, o presidente madeirense, no final de uma visita que efetuou ao centro de saúde de Santa Cruz, que está em obras de beneficiação.

Miguel Albuquerque sublinhou que esta lista de 16 obras incluiu a ampliação do centro de saúde da Nazaré, que está em curso, bem como o novo centro de saúde de Câmara de Lobos, que custou oito milhões de euros, ou o novo centro de saúde da Calheta, que está em construção.
«Foram 16 recuperações, que permitiram melhorar as suas condições de funcionamento, as suas condições operacionais, no sentido de prestarmos um melhor serviço aos utentes», disse.
O presidente do Governo Regional salientou que «todas estas obras foram executadas auscultando todos os operacionais: os médicos, os enfermeiros, os técnicos». E lembrou que «o centro de saúde de Santa Cruz tem muito prestígio, é pequeno, mas muito prestigiado, com grande credibilidade e excelentes profissionais».
Quanto às obras executadas no centro de saúde de Santa Cruz, diz que «a ideia foi melhorar as condições operacionais do edifício, recuperando os telhados, as pinturas, criando gabinetes, novas áreas de acesso, com rampas, separando as áreas operacionais de limpos das de sujos, criando uma área para análise e criando ainda gabinetes para os terapeutas».
O governante enfatizou ainda que a empreitada «estará pronta dentro de pouco tempo, tendo custado cerca de 165 mil euros».
«O próximo desafio, em relação a este centro, será, no próximo mandato, termos aqui um elevador, para melhorarmos a acessibilidade dos utentes com deficiência de locomoção», anunciou, a concluir.


Anexos

Descritores