Este site utiliza cookies para uma melhor experiência de navegação. Ao navegar está a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de cookies aqui.
Pesquisar

Região vai realizar em 2022 competição de embarcações movidas a energia renovável

Miguel Albuquerque acaba de anunciar o apoio da Região a uma competição internacional, a realizar no próximo ano, de embarcações movidas a energias renováveis. 03-09-2021 Presidência
Região vai realizar em 2022 competição de embarcações movidas a energia renovável

O presidente do Governo Regional esteve hoje na marina do Funchal, onde contactou com o grupo de jovens estudantes (alguns dos quais madeirenses) do Instituto Superior Técnico de Lisboa, que se encontra na Região (Madeira e Porto Santo), a realizar várias travessias com a embarcação SR03, um protótipo movido a energia solar.

Questionado pelos jornalistas, Miguel Albuquerque fez questão de dar os parabéns àquele grupo de jovens, sublinhando que os mesmos «estão, já há algum tempo, a desenvolver a utilização de energias renováveis, designadamente a solar e ultimamente também o hidrogénio, na mobilidade em embarcações».

O governante diz que o propósito do Governo Regional passa por dar continuidade ao apoio ao e «tentar realizar aqui, na Madeira, uma competição internacional, nesta área de embarcações movidas a energias sustentáveis».

Miguel Albuquerque lembra que a Madeira está já a desenvolver vária e importante investigação nesta área da mobilidade através de energias renováveis, nomeadamente através da ARDITI. E recorda que, com a conclusão do projeto da hidroelétrica do Paul da Serra, será possível produzir 50% da eletricidade para a ilha a partir de energias renováveis.

«Este é o futuro: introduzir em todos os sectores da nossa vida a tecnologia e, sobretudo, as energias amigas do Ambiente, tentando minimizar ao máximo a utilização de energias fósseis», enfatizou.

Quanto à competição internacional, a decorrer em 2022, esclareceu que «a ideia será trazer até à Região um conjunto de protótipos fabricados na Europa, sobretudo por jovens, e promover aqui uma competição internacional de embarcações movidas a energia sustentável, com efeitos demonstrativos.».

Um evento que contará também com a apoio de privados, como o Grupo Sousa, que já apoiou a vinda dos jovens do IST até à Região, neste ano.


Anexos

Descritores