Este sítio utiliza cookies para facilitar a navegação e obter estatísticas de utilização. Poderá consultar a nossa Política de Privacidade aqui.
Pesquisar

Albuquerque elogia escola do Caniço e salienta a grande vitória da alfabetização

O presidente do Governo Regional levou hoje à escola dos segundo e terceiro ciclos do Caniço, que distinguiu 127 dos seus alunos, duas mensagens: a primeira de satisfação por se ter, ao fim de duas gerações, vencido a batalha do alfabetismo e a segunda de elogio a uma das melhores escolas da Região. 29-09-2022 Presidência
Albuquerque elogia escola do Caniço e salienta a grande vitória da alfabetização

«Uma escola que, graças à qualidade dos seus professores e dos seus funcionários, consegue ministrar aos jovens um ensino de alta qualidade, que é isso que se pretende», elogiou.

Miguel Albuquerque lembrou, perante professores, funcionários e pais que o escutavam, que aquela escola foi pioneira nalguns dos sistemas que estão, hoje, difundidos e divulgados na maioria das escolas.

«A primeira vez que vim a esta escola tínhamos iniciado a robótica e hoje praticamente todas as escolas têm instaladas as suas salas do futuro. Esta escola continua a ter um ensino polivalente, mas muito vocacionado para a tecnologia e para a criatividade. E isso é essencial para os desafios que vamos ter pela frente», sublinhou.

O líder madeirense reforçou que, neste momento, na Madeira, está-se a acelerar a transição para a economia digital. «A economia digital vai ser o futuro. E nós temos de antecipar a preparação dos nossos jovens para esta nova Economia», exortou.

Paralelamente, enfatizou que a escola do Caniço já tem os manuais digitais gratuitos para todos os alunos do quinto ao oitavo ano. No próximo ano letivo, anunciou, a medida chegará aos alunos do nono ano. Assim, «todos os jovens desta escola estarão dotados das ferramentas essenciais para a aprendizagem do futuro».

O governante fez ainda questão de agradecer aos pais e encarregados de educação, até para a grande vitória que a Madeira alcançou em duas gerações: a da alfabetização.

«Hoje é muito importante nós refletirmos sobre o trabalho extraordinário, consistente e fantástico das nossas escolas, dos nossos professores e da comunidade educativa em duas gerações. Em 1975, 50% dos portugueses eram analfabetos, na Madeira eram 60%. Nós atingimos, neste momento, um número fantástico: 92% dos alunos da Madeira acabam o ensino secundário, ou seja, o 12º ano. E destes, 82% vão para o Ensino Superior», relevou.

Neste sentido, não hesita em falar numa das maiores vitórias que a Região alcançou. «E conseguimo-la em duas gerações!», ufana-se.

Hoje, na escola do Caniço, foram distinguidos, com diplomas de mérito, 167 alunos nas seguintes valências: Mérito Escolar; Solidariedade e Companheirismo; Força de Vontade e Dedicação; Talento Musical; Arte e Criatividade, Mérito Desportivo. Houve ainda prémio para a Melhor Turma.

À margem, questionado pelos jornalistas, o presidente do Governo Regional disse que a substituição do campo sintético do Canicense deverá acontecer no próximo ano. A obra, explicou, foi atrasada pela pandemia, já que os recursos financeiros tiveram de ser afetos a outras áreas.

O secretário da Educação vai iniciar os contactos para a elaboração de um contrato-programa com o clube.

Por outro lado, aos jornalistas admitiu ainda que as iluminações de Natal tenham um horário mais reduzido em relação aos outros anos, fechando mais cedo, na sequência de Plano de Poupança de Energia para 2022.


Anexos

Descritores