Este site utiliza cookies para uma melhor experiência de navegação. Ao navegar está a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de cookies aqui.
Pesquisar

Ambientes de aprendizagem cada vez mais propícios ao sucesso

Selos Escola Saudavelmente atribuídos a oito estabelecimentos de ensino da RAM. 07-02-2020 Educação, Ciência e Tecnologia
Ambientes de aprendizagem cada vez mais propícios ao sucesso Oito estabelecimentos de ensino da Região Autónoma da Madeira (RAM) foram distinguidos com Selos Escola Saudavelmente 2019-2021 pelas boas práticas em saúde psicológica, sucesso educativo e inclusão.
 
Os selos, atribuídos pela Ordem dos Psicólogos – Delegação Regional da Madeira, foram entregues, sexta-feira (7 de fevereiro), às Escolas Básicas dos 2.º e 3.º Ciclos Dr. Alfredo Ferreira Nóbrega Júnior (Camacha), Dr. Eduardo Brazão de Castro (São Roque), Bispo D. Manuel Ferreira Cabral (Santana), do Caniço, do Estreito de Câmara de Lobos e dos Louros, à Escola Básica dos 1.º, 2.º e 3.º Ciclos do Porto da Cruz e à Escola Secundária Gonçalves Zarco, numa cerimónia que mereceu a presença do secretário regional de Educação, Ciência e Tecnologia, Jorge Carvalho.
 
Na oportunidade, o governante manifestou satisfação pelo facto de uma entidade externa à Educação reconhecer o trabalho de todos aqueles que contribuem diariamente para que o ambiente escolar seja saudável na convivialidade, no processo de aprendizagem e na formação dos cidadãos.
 
«O Governo Regional tem procurado responder às necessidades, não só no que toca aos recursos humanos, mas também no apoio aos projetos que as escolas apresentam, no pressuposto de que cada realidade, sendo diferente, implica uma solução diferente», explicou o secretário regional, enquadrando a atuação dos psicólogos nas escolas como um contributo importante para a melhoria do processo de ensino e aprendizagem. «Nos últimos anos aumentámos o número de psicólogos que colaboram com as nossas escolas e, neste momento, temos a decorrer um concurso público para a admissão de mais quatro», reforçou Jorge Carvalho, convicto que as escolas estão no trilho do sucesso.
 
«Tendo o sistema de ensino na RAM perdido nos últimos quatro anos cerca 4 mil alunos, mantivemos praticamente o número de turmas e aumentámos o número de recursos. Isto significa que temos contribuído para que o ambiente de aprendizagem possa ser favorável, saudável, onde toda a comunidade possa ter desempenhos positivos, seja aluno, docente ou não docente», concretizou Jorge Carvalho.