Este sítio utiliza cookies para facilitar a navegação e obter estatísticas de utilização. Poderá consultar a nossa Política de Privacidade aqui.
Pesquisar

II Encontro das Casas do Povo aprofunda questões do Emprego e da Segurança Social

Após o I Encontro Regional das Casas do Povo, realizado no fim do ano passado, 2022 arranca com o II Encontro Regional, tal como anunciado por Rita Andrade. 16-02-2022 Inclusão Social e Cidadania
II Encontro das Casas do Povo aprofunda questões do Emprego e da Segurança Social

Um encontro que veio para ficar no sentido de reforçar a articulação entre serviços da Secretaria e instituições que estão no terreno, como é o caso das Casas do Povo.

 

A Secretária Regional de Inclusão Social e Cidadania, que assume a pasta do Desenvolvimento Local, desde o início do ano, voltou a reunir-se com as Casas do Povo com o objetivo de auscultar estas entidades, e debater sobre desafios presentes e futuros. Desta feita, o encontro realizou-se no Colégio dos Jesuítas e serviu para “abrir portas” e estreitar ligações com os serviços que a Secretária Regional tutela. Por esse mesmo motivo estiveram presentes, como oradores: Vânia Jesus, Presidente do Instituto de Emprego da Madeira, André Rebelo, Vice-Presidente do Instituto de Segurança Social da Madeira e Graça Moniz, Diretora Regional dos Assuntos Sociais, que aproveitaram a ocasião para apresentar e divulgar os programas de emprego e apoios sociais disponíveis para a população, com o objetivo comum de prestar um atendimento mais célere e eficaz.

 

Na prática, tratou-se de um encontro que serviu para unir forças e fortalecer o trabalho em rede entre Casas do Povo e Governo Regional, criando vias verdes de comunicação entre as várias instituições.

 

“Há um fator que nos une neste encontro, que é o de promover a melhoria da qualidade nos apoios à nossa população. E uma resposta mais célere. Assim, é fundamental que estes encontros tenham lugar, pois as Casas do Povo estão cada vez mais próximas das suas comunidades e precisam de conhecer melhor os vários programas e apoios, bem como os vários interlocutores disponíveis em cada uma das nossas instituições.

 

Rita Andrade terminou por agradecer às 43 Casas do Povo “pela sua profunda dedicação e espírito de missão, engrandecendo o trabalho diário que fazem. Por essa razão, e em nome do Governo Regional, dirijo um profundo agradecimento por estarem aqui presentes com a mesma determinação e empenho que nós, desde o primeiro dia. Continuaremos juntos”.


Anexos

Descritores