Este site utiliza cookies para uma melhor experiência de navegação. Ao navegar está a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de cookies aqui.
Pesquisar

3205 empresas em regime de lay-off

Na Região Autónoma da Madeira, foram efetuados pedidos de lay-off simplificado para 3205 empresas, abrangendo um total de 43.378 trabalhadores. Destas, 55 são empresas com sede no Porto Santo, correspondendo a 566 trabalhadores. 28-05-2020 Inclusão Social e Cidadania
3205 empresas em regime de lay-off

A maioria das empresas que recorreu ao lay-off na Região (55,6%) pertence aos seguintes setores de atividade: alojamento, restauração e similares, comércio e construção. Estas empresas abrangem 52,2% dos trabalhadores, atualmente em situação de lay-off, na Região. Destas empresas, 29,41% são do setor de alojamento, restauração e similares, abrangendo um total de 12.759 trabalhadores.

 

Importa, ainda, referir que a grande maioria das empresas em situação de lay-off são microempresas, com até 10 trabalhadores, representando 80,5% do total das empresas em lay-off na Região.

 

Até à data, foram já realizados pagamentos relativos ao pedido inicial a 2.726 empresas, representando um total de 21.666 trabalhadores em regime de lay-off, num valor acumulado de cerca de 9,7 milhõesde euros. Foram já igualmente pagos valores relativos á prorrogação do lay-off a 1307 empresas, representando um total de 10.140 trabalhadores em regime de lay-off, num valor acumulado de cerca de 4,4 milhõesde euros. Constata-se, assim, que, em termos de lay-off, já foram pagos valores superiores a 14,1 milhões de euros.

 

É de realçar que, das 3205 empresas que solicitaram lay-off simplificado, 116 desistiram e 81 viram o seu pedido indeferido pelo sistema a nível nacional (nomeadamente, por não terem a situação regularizada em termos da Autoridade Tributária). Resulta, assim, que 3008 empresas estão em sistema, com processos ativos. Temos, assim, que 90,6% das empresas que efetuaram requerimentos iniciais para lay-off já viram os seus pedidos pagos.

Face a estes dados, e representando as microempresas mais de 80% dos processos de lay-off simplificado recebidos, a Secretária Regional de Inclusão Social e Cidadania, Augusta Aguiar reitera que “a grande maioria dos empresários de microempresas que efetuaram requerimentos de lay-off simplificado já receberam o devido pagamento da Segurança Social, para auxílio extraordinário à manutenção dos postos de trabalho. São estes os dados fidedignos e que correspondem à verdade e que, na data de hoje, já não são cerca de 70% mas superior a 90% do total das empresas. Tem sido feito um esforço muito grande por parte dos colaboradores do ISSM, IP-RAM para agilizar, dentro das suas competências e área de intervenção, o processo de lay-off simplificado, para que o dinheiro chegue o mais rapidamente possível aos empresários e, consequentemente, aos trabalhadores.”



 


Anexos

Descritores