Este sítio utiliza cookies para facilitar a navegação e obter estatísticas de utilização. Poderá consultar a nossa Política de Privacidade aqui.
Pesquisar

Guia para a Cidadania Juvenil com vista a “uma sociedade mais inclusiva, igualitária e sustentável”

O documento em formato digital encontra-se na página eletrónica da Direção Regional da Cidadania e dos Assuntos Sociais: www.madeira.gov.pt/dras/ 07-12-2022 Inclusão Social e Cidadania
Guia para a Cidadania Juvenil com vista a “uma sociedade mais inclusiva, igualitária e sustentável”

Após o lançamento do Guia para a Conciliação da Vida Profissional, Familiar e Pessoal e do Guia para a Cidadania Infantil, o Governo Regional apresenta agora o Guia para a Cidadania Juvenil, inserido numa das medidas do IV Plano Regional para a Igualdade e Cidadania Ativa (IV PRICA)  e dirigido aos jovens do 3.º ciclo, ensino secundário e universitário.

 

Foi no auditório da Escola da APEL, com uma plateia composta por jovens estudantes, que a Secretaria Regional de Inclusão Social e Cidadania (SRIC), através da Direção da Cidadania e dos Assuntos Sociais (DRAS), apresentou este guia, com o objetivo de alertar para a importância da participação e envolvimento cívico dos jovens, bem como sensibilizar para as questões da cidadania ativa e da igualdade. Neste sentido, pretende-se a construção e evolução de uma sociedade mais inclusiva, igualitária e sustentável.

 

Coube à Diretora de Serviços de Igualdade e Cidadania, Mariana Bettencourt a apresentação do Guia que contou com a intervenção do deputado à Assembleia Regional, Bruno Melim, que foi comentando o Guia para a Cidadania Juvenil, à medida que o mesmo ia sendo apresentado.

 

“Dado o seu público-alvo, os nossos jovens, que são cada vez mais ligados às novas tecnologias, o Guia foi concebido em formato digital, podendo ser acedido através de um computador, tablet ou telemóvel, sendo por isso mais atrativo, acessível e dinâmico”, começa por explicar a Secretária Regional Rita Andrade, observando ainda que “com este Guia, o Governo Regional, pretende alertar para a importância da participação e envolvimento dos jovens, como forma de fazer face às atuais e constantes alterações geopolíticas, sociais, económicas e ambientais, sensibilizando para as questões da cidadania ativa e da igualdade para que, desta forma, possam contribuir de forma ativa para a construção de um futuro melhor”.

 

Especialmente direcionado para os cerca de 28 498 jovens, com idades compreendidas entre os 15 e 24 anos, que residem na Madeira e no Porto Santo, este documento orientador aborda vários temas como: cidadania, direitos e deveres, participação cívica, preservação do património cultural, ambiente, questões sobre consumo, voluntariado, entre outros. 

 

“É importante que todos os que aqui estamos hoje sejamos agentes de mudança e de divulgação do Guia para a Cidadania Juvenil, pela participação ativa dos nossos jovens na sociedade, dando mais um passo em direção ao futuro”, concluiu, dirigindo-se aos jovens presentes no auditório da Escola da APEL.


Anexos

Descritores