Este site utiliza cookies para uma melhor experiência de navegação. Ao navegar está a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de cookies aqui.
Pesquisar

Empresários destacam apoio do Governo Regional no lançamento dos seus projetos empreendedores

A secretária regional da Inclusão e Assuntos Sociais, Rita Andrade, relevou a importância das visitas esta manhã a duas empresas criadas no concelho de Santa Cruz, através do Instituto de Emprego da Madeira (IEM), no âmbito do Programa de Empreendedorismo de Desempregados (PEED). 06-09-2019 Inclusão e Assuntos Sociais
Empresários destacam apoio do Governo Regional no lançamento dos seus projetos empreendedores

A primeira visita foi a uma loja de venda de flores, a ‘Tina Flor’, para a qual a promotora reconheceu a importância do apoio recebido do Governo Regional, sem o qual expressou que não teria conseguido abrir o espaço comercial em fevereiro último no coração de Santa Cruz, a pouca distância da igreja. Um projeto que contou com um financiamento na ordem dos 9,7 mil euros e que permitiu criar um posto de trabalho à nova empresária que estava em situação de desemprego.

 

Do outro lado da rua, Rita Andrade esteve com a equipa do IEM na ‘Taberna do Petisco’, um projeto igualmente apoiado pelo Instituto de Emprego da Madeira, que abriu as portas em julho de 2015. De um espaço que marcou o arranque do investimento, os promotores conseguiram não só manter o projeto vivo como implementar uma nova dinâmica, tendo aumentado a área das instalações do restaurante e duplicado o número de postos de trabalho desde a sua abertura.

 

Dos promotores ouviu igualmente o reconhecimento pelo apoio inicial que fez toda a diferença na viabilização do projeto.

 

Para esta candidatura, o Instituto de Emprego da Madeira atribuiu um financiamento na ordem dos 46 mil euros pela criação inicial de quatros postos de trabalho.

 

Ou seja, na visita às duas empresas, a secretária regional procurou mostrar que as empresas têm os seus ciclos de vida e que, sendo devidamente orientadas, afirmam-se, e, por isso mesmo, devem ser reconhecidas como exemplos.

 

Só em 2019, o IEM  atribuiu, através do Programa de Estímulo de Empreendedorismo de Desempregados, cerca de 627 mil euros, que permitiram a criação de 37 empresas e 59 postos de trabalho.

 

Na atual legislatura, desde 2015, o IEM, através do PEED, atribuiu 5,5 milhões de euros para a criação de 323 empresas e a criação de 561 postos de trabalho.

 

 


Anexos

Descritores