Este site utiliza cookies para uma melhor experiência de navegação. Ao navegar está a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de cookies aqui.
Pesquisar

Como proceder para obter salário a 100% - Trabalhadores na freguesia de Câmara de Lobos

Cerca Sanitária - Câmara de Lobos 04-05-2020 Inclusão Social e Cidadania
Como proceder para obter salário a 100% - Trabalhadores na freguesia de Câmara de Lobos

Para que nenhum trabalhador e empresário de Câmara de Lobos ficasse prejudicado pela cerca sanitária, o Governo Regional da Madeira, através do Instituto de Segurança Social da Madeira, IP-RAM, encetou, desde a primeira hora, contactos com o organismo homólogo em Lisboa e com a Direção Geral de Segurança Social, procurando soluções e pareceres que garantisse direitos iguais para cidadãos que se encontravam em situações finais semelhantes: o impedimento de aceder a seu local de trabalho por força da cerca sanitária, fossem, ou não, residentes na freguesia de Câmara de Lobos.

Das diligências efetuadas resultou a cobertura de ambas as situações pelo subsídio por doença por isolamento profilático, pelo que qualquer cidadão que se viu impedido de aceder ao seu local de trabalho por motivos da cerca sanitária, vê assim, os seus direitos salvaguardados.

Nas situações de isolamento profilático normais, observa-se o seguinte:
 
A quem se aplica?


Esta medida aplica-se aos Trabalhadores que exercem atividade por conta de outrem (nos quais se incluem os pescadores, que são equiparados a trabalhadores por conta de outrem) que descontem para a Segurança Social (seja do setor privado ou do setor público), Trabalhadores Independentes e Trabalhadores do Serviço Doméstico.

Estão abrangidos, por esta medida, os trabalhadores residentes na freguesia de Câmara de Lobos, bem como, os trabalhadores que, não residindo, foram impedidos de trabalhar na freguesia em causa, por motivos da cerca sanitária.


Não estão abrangidos por esta medida os trabalhadores que tenham condições para exercer as suas funções em regime de teletrabalho, ou que já estavam impedidos de exercer a sua atividade profissional por razões anteriormente verificadas, nomeadamente lay-off, teletrabalho ou apoio/acompanhamento a filho(s) menor(es) de 12 anos, bem como os excecionados pela Resolução n.º 210/2020, de 18 de abril, com as alterações introduzidas pela Declaração de Retificação n.º 16/2020, de 19 de abril.


A que têm direito?

Têm direito ao subsídio por doença, de valor correspondente a 100% da remuneração.
 
Qual a duração do apoio?


O subsídio tem a duração máxima de 14 dias.

Este apoio está equiparado a subsídio por doença com internamento hospitalar, pelo que não se aplica o período de espera, ou seja, será paga a prestação desde o 1.º dia.



O que fazer?


O trabalhador por conta de outrem

 

1.  No caso da cerca sanitária, não tem de remeter à sua entidade empregadora a declaração de isolamento profilático emitida pelo delegado de saúde.

Se residente na freguesia de Câmara de Lobos:

Deve remeter à sua entidade empregadora o comprovativo de morada.

 

Se não residente na freguesia de Câmara de Lobos, mas trabalha na mesma, não é necessário apresentar qualquer documento, ficando à responsabilidade da entidade empregadora, a declarações prestadas.

Em termos genéricos, tratando-se de um isolamento coletivo determinado pelo Governo Regional da Madeira, não é necessário qualquer documento da autoridade de saúde a decretar o isolamento individual dos cidadãos abrangidos.

 

A entidade empregadora


1. Preencher o mod. GIT 71-DGSS com a identificação dos trabalhadores em isolamento.
2. Remeter o modelo, cópia da Resolução n.º 210/2020, de 18 de abril, e Declaração de Retificação n.º 16/2020, de 19 de abril, e os comprovativos de morada
(apenas para os trabalhadores residentes em Câmara de Lobos), referentes aos trabalhadores, através da Segurança Social Direta no menu Perfil, opção Documentos de Prova, com o assunto COVID19-Declaração de isolamento profilático para trabalhadores.

O trabalhador independente e do Serviço Doméstico


1. Preencher o mod. GIT 71-DGSS com a sua identificação.

2. Remeter o modelo, cópia da Resolução n.º 210/2020, de 18 de abril, e Declaração de Retificação n.º 16/2020, de 19 de abril, e os comprovativos de morada (apenas para os trabalhadores residentes em Câmara de Lobos), referentes aos trabalhadores, através da Segurança Social Direta no menu Perfil, opção Documentos de Prova, com o assunto COVID19-Declaração de isolamento profilático para trabalhadores.


Anexos

Descritores