Este site utiliza cookies para uma melhor experiência de navegação. Ao navegar está a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de cookies aqui.
Pesquisar

Augusta Aguiar destaca apoios do Governo Regional a Norte

Secretária presidiu à cerimónia de tomada de posse dos órgãos sociais da Casa do Povo de São Roque do Faial 28-07-2020 Inclusão Social e Cidadania
Augusta Aguiar destaca apoios do Governo Regional a Norte
A Secretária Regional de Inclusão Social e Cidadania presidiu à cerimónia de tomada de posse dos órgãos sociais da Casa do Povo de São Roque do Faial, que se realizou a 27 de julho de 2020. Na sua intervenção, Augusta Aguiar destacou os diferentes apoios que o Governo Regional tem vindo a disponibilizar àquela freguesia localizada mais a Norte, sublinhando que estes chegam aos vários municípios da Região Autónoma da Madeira. 
«Devido às circunstâncias que vivemos, provocadas pela pandemia da COVD-19» (…) «foi criado o Fundo de Apoio Regional a Organizações Locais, denominado FAROL, e, posteriormente, celebrados treze contratos-programa com várias Casas do Povo dos diferentes concelhos, de modo a contribuir para a prossecução de projetos sociais, no âmbito daquele fundo», evidenciou.
Segundo a governante, «as medidas extraordinárias não se ficaram por aqui». Para poder apoiar as famílias e as empresas madeirenses e porto-santenses, foi também criado um Fundo de Emergência para Apoio Social, o FEAS, no montante de 5 milhões de euros.
Augusta Aguiar acrescentou: «outras medidas de âmbito social e económico têm sido assumidas pelo Governo Regional, sempre com o foco no apoio aos cidadãos, nomeadamente os mais vulneráveis e apostando igualmente na manutenção dos postos de trabalho e incentivos à normalização da atividade empresarial. Refira-se que, na presente data, regista-se 7,7% da população ativa em lay-off, valor significativamente inferior ao registado em meses anteriores, fruto dos apoios do Governo Regional e da resiliência e capacidade de superação de crises por parte dos empresários madeirenses e porto-santenses».
«Tudo tem sido feito na esperança de que possamos, desta forma, chegar aos que mais precisam e combater de forma cabal os reflexos negativos da pandemia na vida dos cidadãos», concluiu.