Este sítio utiliza cookies para facilitar a navegação e obter estatísticas de utilização. Poderá consultar a nossa Política de Privacidade aqui.
Pesquisar

Pedro Ramos lembra impacto da COVID-19 na saúde mental das crianças e jovens e apela a respostas conjuntas  

“Temos de estar mais próximos destas idades, através das consultas multidisciplinares, médicos de família, pediatras, psicólogos, nutricionistas e todos os que podem contribuir para uma evolução com condições pós-pandemia nesta fase de recuperação”, dando cumprimento ao desígnio da Madeira “Uma Região Saudável, Segura e Sustentável”. 16-09-2022 Saúde e Proteção Civil
Pedro Ramos lembra impacto da COVID-19 na saúde mental das crianças e jovens e apela a respostas conjuntas  

O secretário regional de Saúde e Proteção Civil, Pedro Ramos, presidiu à cerimónia de abertura da XXIII Reunião Anual da Secção de Pediatria Ambulatória da Sociedade Portuguesa de Pediatria, no dia 16 de setembro, no auditório do Colégio Jesuítas, Funchal. 

 

O governante aproveitou a oportunidade para relembrar as palavras do pediatra Manuel Pedro Freitas sobre as crianças em tempos de pandemia, através de uma publicação num órgão de comunicação social, designadamente “há dois anos que a Madeira não tem crianças”. Pedro Ramos, recorreu à perspetiva do pediatra para sublinhar os impactos da pandemia nesta faixa etária, com inúmeras condicionantes “no relacionamento, na ausência das brincadeiras, na ausência da socialização escolar, na ausência da confraternização familiar” e, por conseguinte, com grande impacto também na saúde mental destas crianças e jovens, felicitando a organização por incluir a discussão deste tema tão importante no encontro realizado. 

 

Face ao exposto, o responsável apelou a esforços conjuntos para recuperar rapidamente desta situação “temos de estar mais próximos destas idades, através das consultas multidisciplinares, médicos de família, pediatras, psicólogos, nutricionistas e todos os que podem contribuir para uma evolução com condições pós-pandemia nesta fase de recuperação”, dando cumprimento ao desígnio da Madeira “Uma Região Saudável, Segura e Sustentável”. A par do envolvimento dos profissionais das diversas áreas no setor da saúde, Pedro Ramos, relembrou a importância dos profissionais afetos a outros setores como o da educação e o social. 

 

Na ocasião, o responsável pela tutela da Saúde na região agradeceu a presença de todos os intervenientes no acompanhamento das crianças e jovens na RAM, com grandes responsabilidades no cumprimento daquele que é “o novo desiderato na área da saúde”, ou seja, na preparação de sociedades mais saudáveis e mais responsáveis “temos de deixar de falar na doença e falar mais de saúde e, provavelmente, as nossas prescrições têm de deixar de ser só medicamentosas para abrangerem outras áreas de promoção, bem-estar e proteção da nossa saúde”, disse.