Este site utiliza cookies para uma melhor experiência de navegação. Ao navegar está a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de cookies aqui.
Pesquisar

Governo Regional disponibiliza online, acervo dedicado ao tema da Música

Newsletter do Arquivo e Biblioteca Pública da Madeira 31-05-2020 Turismo e Cultura
Governo Regional disponibiliza online, acervo dedicado ao tema da Música

A Direção Regional do Arquivo e Biblioteca Pública da Madeira, tutelada pelo Governo Regional, assinala a Semana Internacional de Educação Artística, que decorre até 31 de maio, disponibilizando online, o acervo documental e bibliográfico relacionado com o tema da Música.
Numa época mais restrita no contacto presencial com o público, o Arquivo volta a optar pelos conteúdos virtuais. Assim,
a página institucional poderá ser consultada, para aceder a monografias, fotografias e documentos originais, entre outras sugestões dedicadas a esta temática. https://abm.madeira.gov.pt/pt/educacao_artistica_musica/

Inseridas nesta temática, estão disponíveis online, imagens captadas por um dos maiores fotógrafos amadores madeirenses, Joaquim Augusto de Sousa.

Nasceu a 6 de março de 1853 no Funchal. Enquanto frequentava o Liceu Nacional do Funchal terá editado, em 1872, o primeiro álbum de fotografias da Madeira. Presume-se que tenha continuado a fotografar de forma intensa, visto que na década de 1880 recebeu várias medalhas e menções honrosas pelos seus trabalhos fotográficos. Embora seja considerado um dos principais fotógrafos amadores da Madeira, Joaquim Augusto de Sousa teve uma breve incursão na exploração de um estúdio profissional de fotografia que terminou em 1892. Em 1901 acompanhou a visita dos reis de Portugal à Madeira. Joaquim Augusto de Sousa foi um dos maiores fotógrafos amadores da sua geração e uma personalidade reconhecida e admirada pela sociedade madeirense. Faleceu a 18 de novembro de 1905, tendo sucumbido a febre tifoide, segundo as notícias da sua morte nos periódicos madeirenses “Heraldo da Madeira” e “O Diário do Comércio”.

O Arquivo reúne fotografias da autoria e acumuladas por Joaquim Augusto de Sousa e pelos seus descendentes entre a década de 1870 e a década de 1950. Embora se trate de um arquivo fotográfico de um fotógrafo amador, este possui não só uma grande dimensão física – 1709 imagens – como também uma enorme diversidade de temas/objetos fotografados, onde se destaca a série de retratos de músicos e bandas filarmónicas.

Recorde-se que desde dezembro de 2019, o “Arquivo e Biblioteca Pública da Madeira “integra a Rede de Bibliotecas Associadas à Comissão Nacional da UNESCO (CNU). A inclusão neste grupo exclusivo de bibliotecas tem por objetivo encorajar estes espaços a realizar atividades em domínios da UNESCO, como a promoção dos direitos humanos, da paz, da diversidade cultural e do diálogo intercultural, a proteção do ambiente e a luta contra o analfabetismo, entre outros.

https://www.unescoportugal.mne.pt/pt/redes-unesco/bibliotecas-associadas-a-cnu

Com a entrada na Rede, a Biblioteca Pública da Madeira pretende continuar a sua ação junto do público, alargando o leque de iniciativas às áreas trabalhadas anualmente pela Comissão Nacional.

 

Para o Secretário Regional de Turismo e Cultura, o percurso histórico do Arquivo e Biblioteca Pública da Madeira, “dignifica a nossa Região Autónoma, na salvaguarda e valorização da herança documental. Há uma preocupação de colocar disponível e acessível a todos, um património histórico riquíssimo e que continua a aumentar, mercê das doações não só institucionais, mas de privados. A newsletter, facultada mensalmente, proporciona a toda a população, o acesso a este património, dinamizando e fomentando a pesquisa através de uma plataforma credível e de confiança, no caso, o Arquivo e Biblioteca Pública da Madeira”.

 


Anexos

Descritores