Este site utiliza cookies para uma melhor experiência de navegação. Ao navegar está a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de cookies aqui.
Pesquisar

Governo lança concertos de verão

“Magnólia Sunset” e “Summer Sounds” 13-07-2020 Turismo e Cultura
Governo lança concertos de verão

São dois novos projetos do Governo Regional, através da Secretaria Regional de Turismo e Cultura, e que têm o seu início marcado, para esta 6ª feira, 17 de julho, às 19h00 na Quinta Magnólia, com o último concerto agendado para setembro.

 

Magnólia Sunset

 

Nos jardins da Quinta Magnólia, os concertos acontecem às 6ªs feiras a partir das 19h00. O “Sunset” apresenta-se com um conceito informal de “esplanada”, respeitando as regras de distanciamento. Participam vários artistas, desde Triloco, Stardust Accoustic Project, Lidiane Duailibi, Tiago Sena Silva e os Dixie Land Black & White, banda que excecionalmente, irá atuar no sábado, 12 de setembro, à mesma hora. Serão concertos de duas horas, com intervalo.

 

Summer Sounds

 

Os concertos de verão “ Summer Sounds” e que alternam com “ Magnólia Sunset”,  agendados  também às sextas-feiras, às 19h00, disponibilizam cadeiras para o público,  têm a particularidade de abrangerem não só o concelho do Funchal, mas também os espaços tutelados pela Secretaria Regional de Turismo e Cultura, nos concelhos de São Vicente – Solar do Aposento a 7 de agosto, com o Quarteto Sofia Almeida  e em Machico – no Solar de São Cristóvão, a 21 de agosto  com Miguel Pires.

No concelho do Funchal, a 24 deste mês e no Museu de Fotografia da Madeira- Atelier Vicente´s, Gualberto e Vitor Anjo; a 28 de agosto, os jardins do Museu Quinta das Cruzes recebem “Madeira Jazz Collective e o Núcleo Histórico de Santo Amaro, Diana Duarte a encerrar os concertos programados.

De destacar que a Quinta Magnólia terá a 4 de setembro, o concerto com a Orquestra Imperatriz Sissi. Estes concertos terão a duração de uma hora.

 

O Secretário Regional de Turismo e Cultura salienta que “julho é um mês particularmente relevante para a Quinta Magnólia, já que a sua reabertura decorreu a 31 de julho de 2019, um investimento do Governo Regional, de 2,800 milhões de euros. É um dos espaços mais emblemáticos da cidade, e que acompanha o crescimento de várias gerações madeirenses. E o facto de a “casa-mãe”, disponibilizar neste momento, ao público, a exposição de um dos mais importantes artistas plásticos, o escultor Ricardo Veloza, proporciona à população, a conjugação de dois momentos- a visita ao Centro Cultural, aberto de terça a sábado e terminar o dia, com os concertos programados”.  Em relação aos concertos, que têm o seu início marcado para esta sexta-feira, 17, Eduardo Jesus afirma que “  esta é também a forma de apoiar  os músicos, uma situação que o Governo Regional tem estado sempre atento, porque a retoma turística processa-se de forma gradual e as unidades hoteleiras e restauração estão ainda  a dar os primeiros passos; por esta razão, muitos dos músicos que vão atuar nos dois projetos, continuam sem as atuações regulares. Por outro lado, pretendemos proporcionar ao público, de forma gratuita, assistir às atuações e dar a conhecer novos projetos, como é o caso da primeira banda, que surgiu precisamente, duramente o confinamento.

“Procurámos também, incluir outros espaços, fora do concelho do Funchal, nomeadamente em Machico e São Vicente, nos solares de São Cristóvão e o do Aposento, respetivamente, dando continuidade à política do Governo Regional, de descentralizar a cultura, através do projeto “Summer Sounds”, que inclui também concertos no Museu de Fotografia, na Torre do Capitão e o Museu Quinta das Cruzes” referiu Eduardo Jesus


Anexos

Descritores