Este site utiliza cookies para uma melhor experiência de navegação. Ao navegar está a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de cookies aqui.
Pesquisar

Maximizar a programação e fazer com que a oferta cultural da Região saia reforçada

Os responsáveis pelos museus e espaços culturais da responsabilidade da Direção Regional da Cultura estiveram reunidos durante a tarde de ontem com o Secretário Regional de Turismo e Cultura. A ideia central foi “maximizar a programação de cada um e fazer com que a oferta cultural da Região saia reforçada e cada vez mais acessível”, acentuou Eduardo Jesus.   08-12-2020 Turismo e Cultura
Maximizar a programação e fazer com que a oferta cultural da Região saia reforçada

O Secretário Regional referiu que a reunião realizada na Quinta Magnólia visou coordenar a atividade destes centros culturais e dos museus. Cada responsável teve ocasião de apresentar com detalhe o seu planeamento anual definido para 2021, o qual dá origem ao Orçamento que o Governo Regional vai apresentar e discutir na Assembleia Legislativa da Madeira na próxima semana.

Além disso, o governante sublinhou que “importa dar a conhecer entre museus, centros culturais, entre pares, as ideias e o conjunto de iniciativas que cada um vai desenvolver. Tanto mais porque existem ações partilhadas entre alguns, com iniciativas realizadas por mais do que um museu”.

Eduardo Jesus fala da singularidade da realização de uma reunião desta natureza, de coordenação de todas as atividades dos museus e espaços culturais o que “vem permitir uma agilização dos eventos para que possamos tirar maior partido na divulgação e no envolvimento de toda a estrutura da Direção Regional da Cultura”.  “É um conjunto alargado de apreciações que é feito, numa sede que entendemos própria”.

Por outro lado, considera que “permitiu igualmente desenvolver algumas ideias para a otimização de determinadas iniciativas, nomeadamente na celebração de efemérides onde estão envolvidos mais do que um museu e também centros culturais. Uns porque promovem exposições, outros porque programam conferência ou debates, e outros ainda porque desenvolvem a edição de publicações. É a conjugação de toda esta oferta que depois resulta em toda a programação cultural da responsabilidade da DRC”.

Mais acentuou Eduardo Jesus que a reunião constituiu uma oportunidade para cada um dos responsáveis dos museus e centros culturais, deixar claro as intervenções ao nível das exposições, dos momentos musicais, das publicações, dos serviços educativos, das visitas temáticas que promovem, das palestras e dos concertos que estão a prever, assim como das instalações partilhadas entre eles, das comemorações específicas dos dias dos monumentos e dos sítios, da Noite Europeia dos Museus, do Dia Internacional dos Museus, e mesmo das Jornadas Europeias do Património.

Outro ponto que resultou da reunião foi a abordagem que assentou nas doações previstas para o ano de 2021, assim como as parcerias estabelecidas entre cada um dos museus e centros culturais e outras entidades externas.

A concluir, Eduardo Jesus sublinhou que outro aspeto que mereceu também relevância “foi a análise das residências artísticas que ficam previstas para o próximo ano”.


Anexos

Descritores