Este site utiliza cookies para uma melhor experiência de navegação. Ao navegar está a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de cookies aqui.
Pesquisar

Congresso de História da Madeira é "uma oportunidade de afirmação do Centro de Estudos de História do Atlântico - Alberto Vieira"

Secretário regional marcou presença na cerimónia de abertura do congresso que decorre até está sexta-feira 24-11-2021 Turismo e Cultura
Congresso de História da Madeira é "uma oportunidade de afirmação do Centro de Estudos de História do Atlântico - Alberto Vieira"

Está a decorrer, até esta sexta-feira, dia 26 de novembro, no auditório do Centro de Estudos de História do Atlântico - Alberto Vieira (CEHA) o  de Estudos de História do Atlântico - Alberto Vieira o Congresso de História da Madeira – Rumos de Pesquisa, Problemáticas, Análises, um cncontro científico promovido pela Direção Regional do Arquivo e Biblioteca da Madeira, através do CEHA.

Na sessão de abertura que teve lugar na manhã de ontem, o secretário regional de Turismo e Cultura, Eduardo Jesus, salientou que esta iniciativa constitui uma "oportunidade para colocar em diálogo o pensamento, o conhecimento, a memória, as perspectivas dos vários historiadores e por aqueles que se interessam por estas matérias". Eduardo Jesus salientou que este congresso é acima de tudo "uma oportunidade de afirmação do Centro de Estudos de História do Atlântico". E nessa perspectiva, o governante sublinhou e lembrou o professor Alberto Vieira, no sentido que "este centro foi um resultado da determinação dele. A verdade é que ele conseguiu, fruto desse empenho e do bom trabalho conquistar a confiança dos decisores e que fossem criadas condições para que este centro pudessse existir, não só da forma edificada mas na forma do conhecimento", acrescentou.

O secretário regional ressalvou que só através do conhecimento é que estamos a prestar um bom serviço à sociedade e estamos a permitir a sua evolução e o seu crescimento, e nesse sentido, referiu que no Congresso de História da Madeira estarão em foco temas variados, desde perspetivas mais amplas sobre a história do arquipélago, a temas mais específicos sobre personalidades regionais ou com ligação à Madeira, passando por áreas como a arquitetura, a medicina e a saúde pública, a etnografia e o património fotográfico, sem esquecer as especificidades do Porto Santo e a ligação a outros territórios como Canárias.

Referindo-se ao painel de referência deste evento, investigadores da Região e não só, Eduardo Jesus sublinhou acreditar que todos eles deixarão naturalmente grandes contributos. "A variedade de temas permite mais e melhor conhecimento", disse. "Os congressos como estes colocam à prova essa capacidade e explorar a memória para motivar o conhecimento".

O governante salientou ainda que os temas aqui abordados e os os artigos que venham a surgir na sequência das conferências apresentadas neste congresso vão ser publicados nos próximos números (4 e 5) da revista “Arquivo Histórico da Madeira – Nova Série” da DRABM.

Ainda antes de terminar a sua intervenção, Eduardo Jesus agradeceu a todos os envolvidos na organização do evento sobretudo a Nuno Mota, diretor regional do Arquivo e Biblioteca da Madeira e a Filipe Santos, coordenador do CEHA-AV, e ainda aos conferencistas e participantes e afirmou ainda que "o processo de aprendizagem é o processo mais longo da nossa vida e quando existem molas impulsionadoras para esse conhecimento, como este congresso, é uma bênção para a nossa sociedade."

 

 


Anexos

Descritores