Este sítio utiliza cookies para facilitar a navegação e obter estatísticas de utilização. Poderá consultar a nossa Política de Privacidade aqui.
Pesquisar

Madeira tem tudo para singrar na economia digital

O secretário regional da Economia, Rui Barreto, disse esta manhã, à margem de uma sessão temática sobre “Os desafios da transição digital e da inovação” promovidos pela Startup Madeira em parceria com a PwC, que a Região tem todas as condições para singrar com a nova economia, a economia digital. 22-06-2022 Economia
Madeira tem tudo para singrar na economia digital

Tal como afirmou, “a Madeira, enquanto região ultraperiférica, por ser uma ilha, tinha alguns constrangimentos na economia tradicional. Agora, com a economia digital, tem uma oportunidade de esbater essa realidade insular e atrair investimentos e recursos humanos nestas áreas, com impacto nos mais diversos domínios como a agricultura, a educação ou a saúde”
Nesse sentido, acrescentou o governante, “estamos a criar um ‘cluster’, um ambiente, um ecossistema na área da tecnologia, que é particularmente interessante” e propício ao desenvolvimento desta área que se encontra em expansão na Região.
Entre as estratégias e medidas implementadas, Rui Barreto recordou a aposta que está a ser feita na “requalificação dos recursos humanos, num sector onde existe pleno emprego”.
Outro dos vértices da aposta do Governo Regional passa também pela criação de condições “em matéria de infraestruturas, não apenas com os cabos submarinos, mas, igualmente, pela criação de um ‘data center’ e na segurança dos dados”.
Rui Barreto recordou ainda os projetos que o Governo Regional tem preparado, no âmbito do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) que irão permitir ajudar as pequenas empresas no processo de transição digital, mas também prevê apoiar projetos nas áreas da energia e da economia do mar, entre outras.
O Governo Regional, tal como afirmou, vai continuar a trabalhar no sentido de atrair mais investimentos nestas áreas, criando emprego, um esforço que, em seu entender, já está a dar frutos, congratulando-se com o facto do número de inscritos no desemprego ter registado, em maio, uma descida na ordem dos 40%.

Esta sessão temática é cofinanciada pelo Programa Madeira 14-20, Portugal 2020 e União Europeia, através do FEDER.


Anexos

Descritores