Este site utiliza cookies para uma melhor experiência de navegação. Ao navegar está a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de cookies aqui.
Pesquisar

Retoma do turismo prejudicada pela situação epidemiológica do país

A Região, através do Executivo e dos seus deputados à Assembleia da República, solicitou ao Ministério dos Negócios Estrangeiros diligências das embaixadas portuguesas em países emissores, como o Reino Unido, a Dinamarca e outros, por forma a promover uma distinção do que é a situação epidemiológica na Madeira face ao restante território nacional, tendo em vista o estabelecimento de operações aéreas de e para a Região. 26-06-2020 Presidência
Retoma do turismo prejudicada pela situação epidemiológica do país

Esta manhã, por ocasião da visita à Unidade de Rastreio e Vigilância à COVID-19 do Aeroporto da Madeira, o Presidente do Governo, Miguel Albuquerque, recordou que a Madeira e o Porto Santo têm uma especificidade própria no que concerne à situação epidemiológica e às medidas de controlo adotadas, que é distinta da do país.

E esta é uma questão, conforme referiu Miguel Albuquerque, que tem vindo a ser acentuada junto dos operadores turísticos. Contudo, a Região continua a ser prejudicada devido à situação epidemiológica do país, dado que os operadores turísticos estão dependentes das decisões dos respetivos países.

“Isto passa por diligências diplomáticas para podermos receber turistas, quer do Reino Unido e Dinamarca, quer daqueles países que fecharam a circulação com Portugal”, sublinhou o Chefe do Governo.



Anexos

Descritores