EBS de Santana celebra 35 anos de atividade

Jorge Carvalho valoriza docentes e elogia discentes. 12-10-2017 Educação
EBS de Santana celebra 35 anos de atividade A Escola Básica e Secundária Bispo D. Manuel Ferreira Cabral comemorou, quarta-feira (11 de outubro), 35 anos de atividade. Para assinalar a efeméride, que contou com a presença do Secretário Regional de Educação, Jorge Carvalho, reuniu-se grande parte da comunidade educativa no pavilhão gimnodesportivo.

Na oportunidade, foi apresentado o número 15 da Revista “Ideias Vivas”, foram distinguidos os alunos que mais se destacaram no ano letivo transato e houve lugar à tomada de posse dos novos órgãos sociais da Associação de Estudantes, por entre atuações musicais e gímnicas.

No uso da palavra, Jorge Carvalho citou parte de um poema da aluna Anabela Freitas, publicado na supracitada revista, para incentivar os estudantes e encarregados de educação que lotaram a bancada do recinto desportivo. «Procurem alcançar uma boa formação, que é proporcionada pela Escola, não só do ponto de vista científico-académico, mas também ao nível dos valores e cidadania. Felizmente, com a capacidade que têm instalada do ponto de vista dos seus recursos humanos, as escolas dão uma boa resposta aos alunos. Esta escola é, em particular, um exemplo desse sucesso e dessa excelência. Praticamente todos os anos tem-se evidenciado mercê dos excelentes desempenhos dos seus alunos em projetos de âmbito nacional e internacional. São reflexo da qualidade dos docentes que aqui trabalham, da capacidade e empenho dos alunos em receber o conhecimento, que faz desta uma escola que prepara os cidadãos para um futuro capaz e competente», elogiou Jorge Carvalho, sublinhando a confiança do Governo Regional nos jovens.
«Desfrutem da vossa escola, aproveitem o conhecimento e o saber dos vossos professores. É aqui que podem encontrar e definir o vosso projeto de vida. É o sucesso dos alunos que procuramos, é com esse propósito que o Governo Regional se empenha e investe na Educação: formar os nossos cidadãos e termos uma Região capaz de responder às necessidades de cada um», assegurou.