Área Protegida da Ponta do Pargo permite a fruição do espaço compatibilizada com a conservação da natureza

Tudo isto se faz, adiantou a governante, «regulamentando as atividades, estabelecendo regras de pesca, de atividades marítimo turísticas». 12-09-2018 Ambiente e Recursos Naturais
Área Protegida da Ponta do Pargo permite a fruição do espaço compatibilizada com a conservação da natureza

A Secretária Regional do Ambiente e Recursos Naturais visitou, juntamente com os presidentes das câmaras da Calheta e do Porto Moniz, a recém-criada Área Protegida da Ponta do Pargo. 


Como explicou Susana Prada durante a visita «a criação de áreas protegidas tem como objetivo reconhecer os valores naturais, o património natural e cultural, protegê-los, promover a valorização da zona; atrair visitantes; potenciar a área como atrativo turístico; dinamizar a economia; promover o desenvolvimento sustentável da área e permitir a fruição do espaço, compatibilizando com a conservação da natureza, salvaguardando os valores existentes».

Tudo isto se faz, adiantou a governante, «regulamentando as atividades, estabelecendo regras de pesca, de atividades marítimo turísticas».



Anexos

Descritores