Este site utiliza cookies para uma melhor experiência de navegação. Ao navegar está a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de cookies aqui.

Satisfação dos Colaboradores da DRAPMA 2018

Relatório da Satisfação dos Colaboradores da DRAPMA 2018 Sede e Passaportes 23-01-2019 Direção Regional da Administração Pública e da Modernização Administrativa
Satisfação dos Colaboradores da DRAPMA 2018

A natureza confidencial dos questionários de satisfação, respeitando o anonimato do colaborador, tem-se revelado importante para a obtenção de um elevado nível de rigor de opinião.
Na sede, de uma população de 17 colaboradores, 8 responderam ao questionário, o mesmo será dizer que a taxa de resposta situou-se nos 47%.
No Núcleo de Passaportes, de um total de 7 colaboradores, 7 responderam ao questionário, o mesmo será dizer que a taxa de resposta situou-se igualmente nos 100%.

Sede 
Se tivermos em conta o historial registado na sede (2007 a 2018), o valor alcançado no corrente ano (3,4 pontos) encontra-se dentro da média.
A “Intranet” obteve a pontuação mais baixa, com 2,9 pontos.
Em contraponto, a pontuação mais elevada recaiu sobre a “Flexibilidade do horário de trabalho” com 4,1 pontos, ou seja, satisfeito.

Núcleo de Passaportes
Por outro lado, no Núcleo de Passaportes, globalmente em 2018 obtém-se a pontuação de 3,4 pontos, representando o grau de razoavelmente satisfeito.
É de destacar igualmente a “Flexibilidade do horário de trabalho” com 3,9 pontos mas também destacamos a “Imagem global da organização” e a “Postura da organização face à modernização”, com 3,9 pontos, correspondendo ao grau de satisfeito. A “Intranet” obteve a pontuação mais baixa, com 2,9 pontos, correspondendo ao grau de razoavelmente satisfeito.

Nesse sentido, se por um lado a organização deverá intentar esforços de modo a potenciar os pontos mais positivos, por outro, revela-se importante minimizar/melhorar os indicadores mais baixos, anteriormente referidos.
Relativamente à pontuação final obtida pela DRAPMA: na sede situou-se nos 3,4 pontos (68% numa escala de 0 a 100%), ou seja, razoavelmente satisfeito; no Núcleo de passaportes situou-se também nos 3,4 pontos (68% numa escala de 0 a 100%).
Assim sendo, a média global ponderada situa-se nos 3,4 pontos (68%), correspondendo à menção qualitativa de razoavelmente satisfeito.