Este sítio utiliza cookies para facilitar a navegação e obter estatísticas de utilização. Poderá consultar a nossa Política de Privacidade aqui.
Pesquisar

11º Festival de Órgão da Madeira

Depois de dois anos de interregno, o Festival de Órgão da Madeira, organizado pela Secretaria Regional de Turismo e Cultura, através da Direção Regional da Cultura, regressa em todo o seu esplendor. 17-10-2022 Direção Regional da Cultura
11º Festival de Órgão da Madeira

Depois de dois anos de interregno, o Festival de Órgão da Madeira, organizado pela Secretaria Regional de Turismo e Cultura, através da Direção Regional da Cultura, regressa em todo o seu esplendor.

O evento que nasceu no seguimento do Ciclo Inaugural de Concertos do Grande Órgão da Igreja do Colégio, entre 2008 e 2009, já conquistou o seu espaço no quadro da programação artística anual da Região e do país, com organistas de renome que revelam um património organístico ímpar em Portugal. Nesse sentido, este regresso era demais aguardado.

O Festival de Órgão da Madeira, pela mestria dos programas elaborados pelo seu diretor artístico, João Vaz, é hoje uma marca e exemplo não só de recuperação e de valorização de património, mas também, e principalmente, de excelência da boa música, traduzida numa diversidade de concertos únicos.

A edição deste ano do Festival de Órgão, a 11.ª, é, uma vez mais, a concretização de um patamar de amadurecimento e afirmação de um projeto que está diretamente relacionado com a história do arquipélago. Assim, voltaremos a ter o privilégio de, entre os dias 14 e 23 de outubro, assistir a um programa que inclui um total de 11 concertos em 8 igrejas da Madeira, numa ode ao património regional, a compositores e executantes.

Fazemos por isso um convite à participação neste evento que volta a reforçar o posicionamento da Madeira como um destino de Cultura.

 

— Eduardo Jesus —
Secretário Regional de Turismo e Cultura


Durante quase um milénio, o órgão tem sido o instrumento de excelência no âmbito da liturgia cristã. Divergindo de época para época e de região para região, a música para órgão adaptou-se ao canto gregoriano, à polifonia, ao coral luterano e mesmo às manifestações musicais profanas. Após dois anos de interrupção, ditados pela situação pandémica que abalou o mundo, o Festival de Órgão da Madeira volta às igrejas madeirenses, apresentando uma panorâmica da música de órgão na Europa ao longo de mais de cinco séculos.

— João Vaz —
Diretor Artístico


https://festivaldeorgao.madeira.gov.pt/pt/