Este site utiliza cookies para uma melhor experiência de navegação. Ao navegar está a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de cookies aqui.

"Tardes com História"

1742: Frei José de Jesus Maria, uma abadessa e uma escrivã, “Hum dêdo do gigante p.a se lhe reconhecer a grandeza (…)” e outras mulheres. 24-10-2019 DRC
"Tardes com História" "Tardes com História"

Quarta, 27 de novembro | 18h00

Centro de Estudos de História do Atlântico Alberto Vieira
1742: Frei José de Jesus Maria, uma abadessa e uma escrivã, “Hum dêdo do gigante p.a se lhe reconhecer a grandeza (…)” e outras mulheres.
Por Rita Rodrigues.
Num livro de contas do Convento de Santa Clara do Funchal (1742) encontra-se uma portada desenhada de interessante técnica gráfica. Segue este livro a estrutura comum da contabilidade das clarissas, mas no fólio de abertura frei José de Jesus Maria, franciscano, rasga elevados elogios à abadessa, madre D. Coleta Rosa de Santo Agostinho, e à escrivã, madre D. Margarida Jacinta de Santa Rosa, comparando-as com outras mulheres ímpares da História Universal.

Anexos

Descritores