Este site utiliza cookies para uma melhor experiência de navegação. Ao navegar está a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de cookies aqui.

Projeto Manuais Escolares Digitais - Programa RTP "Interesse Público"

Projeto Manuais Escolares Digitais em debate no Programa da RTP Madeira "Interesse Público". 22-11-2019 Direção Regional de Educação
Projeto Manuais Escolares Digitais - Programa RTP "Interesse Público"

No dia 20 de novembro, o Projeto Manuais Escolares Digitais da Secretaria Regional de Educação, Ciência e Tecnologia (SRE) esteve em discussão no programa “Interesse Público” da RTP Madeira. Foram convidados Luís Gaspar, Coordenador do Projeto na SRE, Ana Maria Silva, professora da Escola Básica e Secundária Gonçalves Zarco e coordenadora do Projeto na sua escola, Nuno Jardim, Presidente do Conselho Executivo da EB23 Dr. Eduardo Brazão de Castro, Rogério Rodrigues, professor na EBS Cardeal D. Manuel Ferreira Cabral e Rui Pacheco da Porto Editora, a partir dos estúdios da RTP, no Porto.

 

Segundo Luís Gaspar, o balanço da implementação deste Projeto tem sido muito positivo, quer no que diz respeito à aceitação e adaptação dos alunos, quer dos professores. Na EBS Gonçalves Zarco, os alunos têm-se mostrado mais atentos, motivados e curiosos, facilitando a sua aprendizagem. 

 

Ana Silva justifica que o tablet apresenta uma quantidade de recursos e potencialidades, concretamente, permite disponibilizar, simultaneamente, a diversos alunos diferentes tarefas, possibilitando uma resposta a diferentes ritmos de aprendizagem, a monitorização das aprendizagens, diferenciação pedagógica em sala de aula, em tempo real.   
Quanto aos encarregados de educação, nota-se abertura e satisfação com este projeto, pois são contagiados pela motivação dos seus educandos e compreendem a sua dimensão pedagógica. 

 

Nuno Jardim, Presidente do Conselho Executivo da EB23 Dr. Eduardo Brazão de Castro, escola que acolheu, no ano letivo transato, uma experiência-piloto, destaca o papel da formação que os professores receberam no âmbito do Projeto para o seu sucesso, reforçando que, no processo de ensino-aprendizagem, o professor continua a fazer a diferença. Este é o segredo do sucesso deste desafio, bem como a reorganização das escolas e a massa humana envolvida na sua implementação. Numa iniciativa em que os alunos são os principais beneficiados, é importante a reorganização das escolas, quer a nível de gestão, quer a nível das equipas pedagógicas.

Neste processo, a SRE contou com a parceria da Porto Editora, que colaborou na escolha do dispositivo, dos conteúdos e funcionalidades, na seleção da ferramenta de segurança e na formação. Rui Pacheco reforçou também a importância dos elementos por detrás do Projeto, concretamente, a formação e o esforço dos professores para estarem preparados para este desafio, o reforço da rede de Internet e das infraestruturas nas escolas e da equipa de formadores da Direção Regional de Educação (DRE).
Relativamente às funcionalidades e aos conteúdos dos tablets, o representante da Porto Editora refere que vão para além daquilo que o manual em papel providencia; os manuais digitais operam em interação com outros recursos, oferecendo um manancial de instrumentos de aprendizagem e monitorização aos docentes e aos alunos. 

A EBS Cardeal D. Manuel Ferreira Cabral teve como primeira preocupação dotar a escola de todos os recursos necessários à sua implementação. O professor Rogério Rodrigues destacou também o elevado grau de literacia digital dos docentes desta escola e a facilidade de acesso aos recursos por todo e qualquer aluno, em qualquer espaço da escola, promovendo a inclusão e a equidade.  

Luís Gaspar refere, ainda, que houve a preocupação de encontrar e disponibilizar uma série de aplicações que permitissem a inclusão de todos os alunos. 

Nas salas de aula, há um sistema híbrido, em que coexistem os tablets o manual digital, recursos tecnológicos, caderno, lápis, caneta, que concorrem para a inclusão e a equidade, numa escola em que ninguém é posto de lado (Ana Silva).

 

Enquadrado no Plano Estratégico para a Inovação Educacional da Secretaria Regional de Educação, Ciência e Tecnologia, o Projeto de implementação do uso de manuais digitais abrange todas as turmas de 5.º ano de escolaridade e cerca de 600 professores das escolas oficiais da RAM. 
Desde junho deste ano que as escolas têm estado a preparar este processo, em conjunto com a Secretaria Regional de Educação, Ciência e Tecnologia, de modo a fortalecer as redes de Internet nas escolas e dar formação aos professores de 5.º ano de escolaridade. Numa fase inicial, esta formação teve como propósito os professores conhecerem os e-manuais e outros recursos educativos digitais, incluindo a plataforma Escola Virtual, nas suas múltiplas potencialidades, como instrumentos facilitadores e promotores de novas práticas pedagógicas, potenciadoras de uma participação ativa do aluno na construção do conhecimento.

Numa segunda fase de formação, a decorrer ao longo do ano letivo, a SRE, pretende que as escolas, com o apoio e acompanhamento dos formadores da DRE, encontrem as respostas mais adequadas à sua realidade na apropriação e implementação dos recursos digitais na sua prática pedagógica quotidiana. A integração das tecnologias na escola traz ao processo de ensino-aprendizagem novos recursos, novas plataformas de comunicação, novas estratégias e, consequentemente, novos modelos pedagógicos que vão ao encontro do Perfil dos Alunos à Saída da Escolaridade Obrigatória, no âmbito dos princípios orientadores do currículo dos ensinos básico e secundário, da avaliação das aprendizagens, da inclusão e da equidade.

 

O programa da RTP pode ser visto na íntegra através da hiperligação em anexo.