Este site utiliza cookies para uma melhor experiência de navegação. Ao navegar está a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de cookies aqui.

Governo reforça ferramentas para economia mais circular

Secretaria regional de Ambiente, Recursos Naturais e Alterações Climáticas apresentou a Agenda e a Plataforma Digital “Madeira Circular”. 06-07-2021 Ambiente, Recursos Naturais e Alterações Climáticas
Governo reforça ferramentas para economia mais circular

A Secretaria Regional de Ambiente, Recursos Naturais e Alterações Climáticas deu a conhecer, recentemente, a Agenda e a Plataforma Digital “Madeira Circular”. Dois novos mecanismos ao dispor da Região no âmbito da criação de uma economia mais eficiente no uso dos recursos, com impacto reduzido no ambiente e na saúde humana e potenciadora de um crescimento económico sustentado, resiliente e inclusivo.

Sendo o resultado de um processo que contou com o contributo de mais de 60 entidades regionais, a Agenda Madeira Circular pretende reforçar o papel da Região Autónoma da Madeira enquanto hotspot da Economia Circular, envolvendo toda a sociedade civil, entidades públicas e privadas, num sistema que procura prolongar os materiais na economia, promovendo a eficiência, a circularidade e a sustentabilidade, enquanto fatores de competitividade e de diferenciação. A Agenda procura maximizar o melhor do que já se faz, mas lança ainda as bases para novas iniciativas circulares em setores prioritários na economia regional, como o agroalimentar, a construção, o turismo e as instituições sociais.

Para promover o envolvimento da comunidade na transição desta economia, que se quer cada vez mais circular, foi lançada a Plataforma Madeira Circular (www.madeiracircular.pt).

Neste portal, apresentado recentemente no Museu de Imprensa de Câmara de Lobos, é possível encontrar as melhores práticas que conduzem à utilização eficiente dos recursos ao longo da cadeia de valor das empresas e à reintrodução desses recursos no mercado. É também ferramenta de auxílio fulcral ao tecido empresarial, podendo os empresários, de qualquer área pode, de maneira simples e rápida, saber qual o impacto da sua empresa no clima. De igual forma, o site alerta para a necessidade de “fechar o ciclo” dos produtos, não só no sector empresarial, mas no dia-a-dia, sensibilizando o consumidor para a adoção de práticas que começam ainda antes de comprar um determinado produto.

Para a secretária regional de Ambiente, Recursos Naturais e Alterações Climáticas, a plataforma Madeira Circular surge como “uma ferramenta chave para atrair novas oportunidades de circularidade e de negócio, onde a reintegração de recursos, em novos circuitos produtivos, após esgotado o seu uso principal será potenciada”, disse Susana Prada, sublinhando a importância deste site  “completo, útil e fácil de utilizar” e que será base para futuros trabalhos e um ponto de partida para uma economia cada vez mais circular. “O Governo Regional tem realizado um grande trabalho para aposta na circularidade dos produtos e este site marca definitivamente o virar de página que queremos na Região”. Referindo-se a alguns exemplos de economia circular, a governante recordou a aposta feita recentemente na produção de composto orgânico a partir de resíduos resultantes da limpeza de jardins, e à reutilização da totalidade das águas residuais do Porto Santo para regadio agrícola e do campo de golfe. A verdadeira transformação de resíduos em recursos”, disse.

De sublinhar que na cerimónia de apresentação do portal estiveram presentes empresas e associações de vários setores (a Startup BioReboot, a Sidraria de Santo António da Serra, Grupo Galomar, a Associação Teatro Metaphora, o Centro Social e Paroquial de Santa Cecília e a Associação Câmara de Lobos Viva) que se destacam não só por serem exemplos efetivos de economia circular, mas também por apresentarem soluções para colmatar a produção excessiva de plásticos, mais especificamente os de carácter descartável.

Com um grande leque de recomendações e guias de boas práticas para vários sectores de atividade, todas as empresas que queiram fazer parte desta plataforma podem fazê-lo através da Direção Regional de Ambiente e Alterações Climáticas ou em madeiracircular@madeira.gov.pt

 

Câmara de Lobos exemplar

 

Na apresentação do Portal Madeira Circular, Susana Prada enalteceu a política que o concelho de Câmara de Lobos tem vindo a implementar para uma economia mais sustentável e circular onde do “desperdício se faz arte” e onde há cada vez mais exemplos, no setor empresarial, de reutilização e combate ao desperdício.


Anexos

Descritores