Este site utiliza cookies para uma melhor experiência de navegação. Ao navegar está a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de cookies aqui.

Madeira na liderança do ordenamento do espaço marítimo

Durante a semana de 11 a 15 de novembro, na reitoria da universidade da Madeira ocorrem ações para o desenvolvimento de competências perspetivando a revisão do Plano de Situação do Ordenamento do Espaço marítimo (PSOEM). 25-11-2019 Direção Regional do Ordenamento do Território e Ambiente
Madeira na liderança do ordenamento do espaço marítimo No primeiro dia realizou-se a sessão pública de apresentação de resultados “Madeira MSP I&D – Shaping Marine and Coastal future”.

O Diretor Regional do Ordenamento do Território e Ambiente, Ara Oliveira, na abertura da sessão, recordou que a Região Autónoma da Madeira já concluiu a sua proposta de ordenamento. Mas que tendo em conta que é um processo dinâmico, a existência de importantes lacunas de conhecimento, e a necessidade de assegurar uma coerência na região biogeográfica da Macaronésia, estabeleceu um projeto de cooperação com os arquipélagos vizinhos, o MarSP.

Nesta sessão o CIIMAR- Madeira relevou a importância do conhecimento da extensão espacial dos habitats e sua distribuição para um adequado ordenamento, e apresentou a caracterização do estado de referência de Habitats e Biocenoses Marinhas da Madeira.

O Instituto Hidrográfico deu a conhecer a Prospeção e monitorização hidrográfica das zonas de extração de inertes e respetivas áreas circundantes na costa sul da Ilha da Madeira.

E, a ESRI - Portugal apresentou o Sistema Centralizado de Gestão do Ordenamento do Espaço Marítimo Regional – SONAR que se traduzirá numa inestimável ferramenta de suporte ao processo de decisão do ordenamento.

O Diretor Regional reforçou que: - “O conhecimento é fundamental para assegurarmos um bom ordenamento do espaço marítimo, para uma cultura de adaptação às alterações climáticas, para o crescimento azul, e, naturalmente, para a proteção e conservação do nosso património natural.”

E aproveitou para fazer um breve balanço do trabalho do anterior governo nos assuntos do mar:

- “No governo cessante a região começou a sua caminhada de afirmação em vários domínios do mar: no ordenamento; na estratégia marinha; na conservação da natureza onde asseguramos que 75% do nosso mar territorial integrasse a rede natura 2000; na vigilância, com reforço das parcerias com a Autoridade Marítima Nacional; e no crescimento azul, tendo lançado dois projetos estruturantes, a “Escola de Marítimos” e o “Portal Naútico”. – Afirmou

Na sessão esteve também um representante da nova Secretaria do Mar, tendo o Diretor Regional aproveitado para desejar as maiores felicidades ao novo Secretário do Mar e à sua equipa. Lembrando que: – “a nova Direção Regional do Mar não é um fim em si mesmo. É apenas uma possibilidade de mais facilmente trazer o mar para a agenda política, uma oportunidade para fazer mais e melhor, e é sempre possível fazer mais e melhor”.

Durante toda a semana decorreu uma ação de Formação Modular “Sistema Centralizado de Gestão do Ordenamento do Espaço Marítimo da R.A.M.", numa parceria entre a Entidade Formadora – Secretaria Regional do Ambiente e Recursos Naturais e a ESRI Portugal.

Anexos

Descritores