Este sítio utiliza cookies para facilitar a navegação e obter estatísticas de utilização. Poderá consultar a nossa Política de Privacidade aqui.
Pesquisar

PR5 - Vereda das Funduras

O que fazer | Atividades 30-12-2021 Direção Regional do Turismo
PR5 - Vereda das Funduras

Download da Brochura | Detalhe:

 

Distância: 8,7 Km
Dificuldade: Médio
Duração: 3 horas
Início/Fim: Miradouro da Portela / Maroços
Altitude min/máx: 624 m / 186 m

 

Esta vereda de 8,7 km, com duração de 3 horas, inicia-se no Miradouro da Portela, com uma magnífica vista sobre a costa norte da Madeira, percorrendo a serra de Machico, na vertente sul da ilha.

Este trilho tem início no miradouro da Portela e fim no sítio dos Maroços, com uma extensão de 8, 7 Km e uma duração de 3h. Deste miradouro o caminhante tem uma vista magnífica sobre as freguesias do Porto da Cruz e do Faial, dominadas pela massa rochosa da Penha d´Águia.

O percurso segue pela estrada florestal da serra das Funduras, só depois entra na vereda pelo interior da floresta Laurissilva, um pouco mais à frente existe a “Casa das Funduras”, que dá apoio às atividades florestais. Aí poderá optar por deslocar-se ao miradouro do Larano onde terá uma bonita vista sobre a baía da cidade de Machico.

Ao longo do percurso podem ser encontradas espécies pertencentes a uma das florestas indígenas da Madeira – Floresta Laurissilva, classificada pela UNESCO como Património Mundial Natural em Dezembro de 1999. Nesta serra encontra-se a melhor área de floresta Laurissilva da vertente Sul da ilha da Madeira, incluída na rede europeia de sítios de importância comunitária-Rede Natura 2000.

Esta floresta natural é muito importante para o equilíbrio ecológico insular, sendo o principal suporte da fauna e flora endémicas. Esta floresta assume grande importância, atendendo ao seu efeito de retenção da água dos nevoeiros (precipitação oculta). O fenómeno é bem visível neste local, onde é frequente a mudança repentina das condições atmosféricas ao longo do dia. As massas de ar vindas de Norte, carregadas de vapor de água, são obrigadas a subir a vertente Norte da serra, formando nevoeiros quando descem a encosta sul. Esta floresta é essencial para a manutenção das nascentes do Concelho de Machico.

Das espécies vegetais destacam-se as da família das Lauráceas: O Loureiro (Laurus novocanariensis), o Til (Ocotea foetens), o Vinhático (Persea indica) e menos frequente o Barbusano (Apollonias barbujana). A estas associam-se outras espécies como o Folhado (Clethra arborea), o Azevinho (Ilex perado ssp. perado), o Pau Branco (Picconia excelsa), o Mocano (Pittosporum coriaceum), o outro Mocano (Visnea mocanera) e o Sanguinho (Rhamnus glandulosa).

No outro lado do vale poderá observar o Santo da Serra, o perfil dos picos mais altos da ilha (Pico Ruivo, Pico das Torres e Pico do Areeiro) e na linha do horizonte, vislumbra-se as ilhas Desertas.

O trilho termina no núcleo populacional dos Maroços, atravessando os tradicionais poios em socalcos, que caracterizam a paisagem agrícola madeirense.

 

 

Informação Importante: Informações e recomendações sobre os passos a ter antes de efectuar as caminhadas. Por favor, leia esta informação 


Downloads:

 

WalkMe WALKME
APP STORE
GOOGLE PLAY
Madeira Weather MADEIRA WEATHER
APP STORE
GOOGLE PLAY
  •  

Anexos

Descritores