Este sítio utiliza cookies para facilitar a navegação e obter estatísticas de utilização. Poderá consultar a nossa Política de Privacidade aqui.
Pesquisar

PR12 - Caminho Real da Encumeada

O que fazer | Atividades 03-01-2022 Direção Regional do Turismo
PR12 - Caminho Real da Encumeada

Download da Brochura | Detalhe:

 

Distância: 12,5 km
Dificuldade: Médio
Duração: 5 horas
Início/Fim: Miradouro da Boca da Corrida / E.R. 228 (Encumeada)
Altitude min/máx: 1323 m / 830 m
 

ENCERRADO TEMPORARIAMENTE

 

Este caminho percorre durante 5 horas 12,5 km parte do maciço montanhoso central, pela base dos picos mais altos da Madeira. Antigo “Caminho Real” calcetado, era uma das principais vias de circulação na ilha.

 

Este trilho tem início no Miradouro da Boca da Corrida e finaliza na estrada regional E.R.228 na Encumeada. O percurso situa-se numa altitude entre os 1340 e os 940 metros, atravessando o maciço Montanhoso Central, junto à base dos picos mais altos da ilha da Madeira.

Este percurso foi o antigo “Caminho Real” calcetado, uma das principais vias para a movimentação de pessoas na ilha. Utilizado por senhorios a cavalo enquanto as suas esposas eram transportadas em redes (meio de transporte). Há referências de ter existido algures neste caminho uma mercearia que provavelmente estabelecia um ponto de comércio, numa zona de passagem dos caminhantes que cruzavam a ilha.

Ao longo deste percurso, pode ser observada a freguesia do Curral das Freiras, pequena vila existente numa depressão rodeada por montanhas e pelas suas características tornou-se em 1566 o refúgio das freiras do Convento de Santa Clara, aquando dos ataques dos piratas ao Funchal, levando com elas o tesouro do convento.

Os cursos de água existentes ao longo do trilho rasgam os montes, cobertos de vegetação de uma das florestas indígenas da Madeira, a Floresta Laurissilva. Aqui são observadas espécies vegetais como o Loureiro (Laurus novocanariensis), o Vinhático (Persea indica), Til (Ocotea foetens) e estreleiras (Argyranthemum pinnatifidum).

Ao longo do percurso podem ser observadas espécies da avifauna indígena como o Bis-Bis (Regulus ignicapillus maderensis), o Tentilhão (Fringilla coelebs maderensis), a Manta (Buteo buteo harterti), o Francelho (Falco tinnunculus canariensis), o Pombo trocaz (Columba trocaz) e a Lavandeira (Motacilla cinerea).

Ao contornar o Pico Grande pode observar a freguesia da Serra D´Água e a Encumeada. O percurso finaliza abaixo da Boca da Encumeada, um pouco antes o caminhante, pode observar os tubos de água que irão abastecer a Central Hidroeléctrica da Serra D´Água.

 

Informação Importante: Informações e recomendações sobre os passos a ter antes de efectuar as caminhadas. Por favor, leia esta informação 


Downloads:

 

WalkMe WALKME
APP STORE
GOOGLE PLAY
Madeira Weather MADEIRA WEATHER
APP STORE
GOOGLE PLAY