Prevenção e sensibilização envolveram mais de 1300 pessoas

Segurança em casa, na rua e na escola 22-11-2018 Gabinete do Secretário Regional de Educação
Prevenção e sensibilização envolveram mais de 1300 pessoas

Na passada terça feira, dia 20, durante a manhã e início da tarde, a Escola Básica dos 2.º e 3.º Ciclos Dr. Horácio Bento de Gouveia e o Jardim de Infância Patronato S. Pedro tiveram uma visita dos técnicos que fazem a intervenção do Projeto "Segurança em casa, na rua e na escola".

 

Este projeto da Secretaria Regional de Educação, em parceria com o Serviço Regional de Proteção Civil e a Associação Insular de Geografia, tem como objetivo testar o plano de prevenção e emergência da escola através de simulacros, assim como sensibilizar os docentes e não docentes para questões relacionadas com os riscos naturais e tecnológicos. Aos alunos, essa sensibilização é realizada de forma sistemática ao longo do ano letivo pelos docentes com a função de Delegados de Segurança, que possuem formação adequada para os instruir sobre situações relacionadas com os diferentes riscos.

 

A sensibilização dos docentes e não docentes de ambos os estabelecimentos foi efetuada no auditório da Escola Dr. Horácio Bento de Gouveia, em que estiveram presentes 263 pessoas.

Relativamente aos simulacros realizados, a dinâmica e o tipo de procedimentos testados em ambas as escolas foram algo distintos, principalmente pelo nível de ensino e pela idade da população escolar.

 

No Jardim de Infância Patronato S. Pedro, embora o número de alunos não seja elevado (cerca de 40), os procedimentos de evacuação tornam-se mais complexos devido à sua tenra idade (1 a 5 anos). Sendo determinante a prontidão dos procedimentos, a organização e a entreajuda dos elementos das equipas de evacuação, os técnicos presentes puderam verificar, in loco, o cumprimento destas condições de sucesso.

 

Na Escola Dr. Horácio Bento de Gouveia, o elevado efetivo desta escola – na hora do simulacro estavam no edifício cerca de 1300 pessoas – foi a maior condicionante prática. Apesar disso, observou-se uma evacuação ordeira e disciplinada, demonstrando um bom planeamento, conseguindo-se fazer a evacuação total do edifício, em cerca de quatro minutos, para um ponto de encontro extremamente bem organizado. Segundo as autoridades presentes, este tempo de evacuação é excelente para este número de pessoas; tendo sido também realçado o elevado empenho de todos os elementos da comunidade escolar no exercício, facto que reflete uma crescente compreensão das pessoas sobre a importância deste tipo de treino.