3,6 milhões de euros no reforço de meios de proteção e combate a incêndios

Presidente do Governo recordou investimento realizado na aquisição de viaturas e equipamentos de proteção individual para os bombeiros das diversas corporações da Região 28-12-2018 Presidência
3,6 milhões de euros no reforço de meios de proteção e combate a incêndios

O Presidente do Governo Regional, Miguel Albuquerque, presidiu sexta-feira, 28 de dezembro, à cerimónia de entrega de oito viaturas VETA, com Equipamento Técnico de Apoio às corporações de bombeiros da Região Autónoma da Madeira, no valor global de 360 mil euros.Na ocasião, Miguel Albuquerque recordou o investimento realizado pelo Governo Regional, no decurso do mandato, através do Serviço Regional de Proteção Civil, quer no que concerne à formação dos bombeiros, à aquisição de viaturas de combate a incêndios e em equipamentos de proteção individual, quer ao nível do Plano Operacional de Combate aos Incêndios Florestais e à deslocação, manutenção e intervenção do helicóptero.“Esta entrega de viaturas insere-se num investimento de 3 milhões de euros que o Governo fez na aquisição de 36 veículos para as corporações”, apontou Miguel Albuquerque.“E fizemos um investimento muito forte nos equipamentos individuais para proteção dos nossos homens no combate aos fogos florestais. Um investimento de 600 mil euros”, continuou.O governante sinalizou o cumprimento do compromisso, reiterando-o ainda para o próximo ano, de dotar a Proteção Civil de um helicóptero na época alta dos fogos florestais.“O Governo Regional vai assumir novamente esse investimento, uma vez que o Governo da República, no que diz respeito ao combate aos fogos florestais, pagou todos os helicópteros para o Continente, mas, como a Madeira não faz parte, parece, do mesmo país, são os contribuintes da Madeira a assumir as despesas da deslocação, manutenção e intervenção do helicóptero aqui na Região Autónoma”, salientou o líder do executivo.“Isso não é importante, mas é fundamental perceber que, para umas coisas, somos portugueses de primeira, mas, para outras, infelizmente, somos portugueses de segunda”, prosseguiu.  Referir, por último, que as viaturas VETA entregues às corporações da Região vêm reforçar a capacidade instalada nos Corpos de Bombeiros da nas operações de socorro e de combate aos incêndios florestais com veículos 4x4.