68 novos médicos iniciam formação no SESARAM

Presidente do Governo sublinha investimento e opções políticas para garantir cuidados de saúde a todos os cidadãos 02-01-2019 Presidência
68 novos médicos iniciam formação no SESARAM

O Presidente do Governo Regional, Miguel Albuquerque, presidiu hoje, quarta-feira, à cerimónia de receção aos 68 novos médicos do SESARAM – 41 novos internos do Ano Comum e 27 médicos que iniciam formação de especialidade.

Na ocasião, Miguel Albuquerque reconheceu que a complexidade do Sistema Regional de Saúde exige a alocação uma parte substancial dos recursos financeiros da Região. Um facto que decorre também de opções políticas, no sentido de garantir que todo o cidadão ou família, independentemente da sua situação social e económica, é tratado com dignidade.

“Isto é uma conquista fundamental”, considerou o líder do executivo, na intervenção dirigida aos novos médicos.

“E todos vós sois hoje protagonistas ativos e decisivos dessa conquista. E é vossa obrigação ética manter esse legado”, continuou.

Dívida de 400 milhões amortizada nos últimos 4 anos

O governante apontou ainda ao esforço encetado pelo Governo Regional nos últimos quatro anos no pagamento da dívida do Sistema Regional de Saúde, a qual ascendia aos 400 milhões de euros e, simultaneamente, ao investimento decisivo, quer ao nível da tecnologia, quer em quadros – médicos, enfermeiros e assistentes operacionais – para suprir carências.

O Presidente do Governo aludiu, igualmente, à aposta nos cuidados de saúde primários, mormente, o incremento da taxa de cobertura da população com médico de família, assim como na formação dos profissionais de saúde.

“Na Madeira, a taxa de cobertura dos cuidados primários é de 70% da população”, indicou Miguel Albuquerque.

“Estamos a fazer um esforço para cobrirmos, em poucos anos, 100% da população no que concerne aos cuidados de saúde primários na Região Autónoma da Madeira. Apoiamos, simultaneamente, a formação. A formação é hoje constante devido à evolução tecnológica e à evolução clínica. Nós, só no ano passado, tivemos 300 ações de formação só aqui no Serviço Regional de Saúde. É quase uma por dia”, concluiu.