Este site utiliza cookies para uma melhor experiência de navegação. Ao navegar está a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de cookies aqui.
Pesquisar

Aulas presenciais no secundário estão de volta mas com regras

O ensino secundário vai retomar as aulas presenciais logo após a Páscoa, muito provavelmente a oito de abril. Quem o anunciou foi Miguel Albuquerque, questionado pelos jornalistas, à margem de uma visita que fez na manhã destas quarta-feira à Aquimadeira. 24-03-2021 Presidência
Aulas presenciais no secundário estão de volta mas com regras

O governante explicou que as aulas vão ser retomadas quando a vacinação dos professores e funcionários das escolas secundárias estiver concluída, o que deve acontecer até dia sete de abril, inclusive.

«Será um grande esforço para que essa vacinação possa acontecer, nos dias 5, 6 e 7. Para que possamos abrir as escolas com segurança», relevou.

Mas, para tal serão aprovadas amanhã, em conselho de Governo, normas no sentido de garantir que serão cumpridas as regras que permitirão a retoma das aulas presenciais para alunos que têm exames.

Uma das regras, vai adiantando, será que os alunos não poderão sair da escola: «Entram e saem quando terminarem as aulas, para se evitar focos de contaminação», justificou.

Quanto ao terceiro ciclo, diz que tudo dependerá de como a pandemia vai evoluir, mas refere que o objetivo é também retomar as aulas presenciais neste ciclo. Para tal, anuncia, todos os professores e funcionários das escolas serão vacinados.

A prioridade, explica, foi para os alunos que vão fazer exames nacionais, de modo a que os mesmos tenham as melhores condições possíveis para terem sucesso nesses mesmos exames.

Miguel Albuquerque reiterou ainda que os lares retomam a 30 de março as visitas presenciais de familiares aos idosos, mas acrescenta que haverá normas rígidas para que tal aconteça.

Tudo, diz, vai ficar definido amanhã, na reunião do Conselho de Governo.

«Serão estabelecidas todas as condições para que essas visitas possam acontecer, em segurança e com distanciamento social., para além de prévia marcação. Mas, é importante para as famílias que têm os seus entes queridos nos lares poderem contactá-los pessoalmente», concluiu.


Anexos

Descritores