Polícia Florestal faz ação de sensibilização contra corte ilegal de árvores na Madeira

"Esta ação é um misto de sensibilização às boas práticas e também de fiscalização e, este ano, entendemos oferecer às pessoas uma lanterna decorativa, que pode ser colocada nas árvores de Natal", disse Susana Prada. 14-12-2017 Ambiente e Recursos Naturais
Polícia Florestal faz ação de sensibilização contra corte ilegal de árvores na Madeira

A Polícia Florestal da Madeira está a desenvolver hoje uma ação de sensibilização e fiscalização contra o corte ilegal de árvores, ramagens e musgos, que costuma ser mais frequente na época do Natal, informou a secretária regional do Ambiente e Recursos Naturais.

 

"Esta ação é um misto de sensibilização às boas práticas e também de fiscalização e, este ano, entendemos oferecer às pessoas uma lanterna decorativa, que pode ser colocada nas árvores de Natal", disse Susana Prada.

 

A governante explicou que "a ação decorre em vários pontos da ilha e é aleatória", explicando que a Polícia Floresta deixou de erguer cancelas nas estradas regionais durante o período natalício desde o ano passado, sendo que a fiscalização agora não é feita em locais fixos.

 

A secretária do Ambiente e Recursos Naturais sublinhou, ainda, que um dos grandes objetivos é fazer ver que as autoridades contam com o contributo da população na preservação da floresta, que ocupa cerca de dois terços do território insular, onde se inclui uma vasta mancha de Laurissilva, que é Património Natural da Humanidade desde 1999.

"A lanterna que estamos a oferecer tem uma luz que faz projetar uma imagem e que no fundo tem a nossa mensagem: contamos consigo na preservação da floresta, para que desfrute dela sem a destruir", disse.