Ribeira Tem-te Não Caias é o geossítio do mês de Abril

As rochas apresentam-se “extremamente alteradas e transformadas em argila, sendo difícil identificar a sua natureza”. Em termos de aspecto, apresentam tonalidades que vão do castanho claro, ao amarelo dourado e ao alaranjado. 03-04-2018 Ambiente e Recursos Naturais
Ribeira Tem-te Não Caias é o geossítio do mês de Abril Dando continuidade ao projecto para divulgação da riqueza geológica da Madeira, a Secretaria Regional do Ambiente e Recursos Naturais elegeu a Ribeira Tem-te Não Caias como o geossítio do mês de Abril. Localizada no Porto da Cruz, no concelho de Machico, lá é possível observar as rochas mais antigas encontradas na ilha da Madeira.

Segundo a Secretaria, as rochas apresentam-se “extremamente alteradas e transformadas em argila, sendo difícil identificar a sua natureza”. Em termos de aspecto, apresentam tonalidades que vão do castanho claro, ao amarelo dourado e ao alaranjado.

“Os afloramentos, nesta localidade, no Porto da Cruz, materializam o final da fase submarina do vulcão da ilha da Madeira, cujas rochas tiveram uma origem debaixo de água. Tratam-se, neste caso, de rochas que se formaram a partir de erupções explosivas submarinas e derrames lávicos submarinos provenientes de erupções efusivas (pouco explosivas)”, explica a tutela. “Os materiais referidos encontram-se densamente atravessados por filões (condutas fissurais por onde o magma subiu), alguns contemporâneos destas formações rochosas antigas e outros com idades mais recentes”, podemos ler ainda na nota de divulgação, que é também um convite a descobrir ou redescobrir este sítio.

Anexos

Descritores