Prevenção dos fogos florestais é um desígnio regional

Na oportunidade, Susana Prada explicou a iniciativa: «Encontramo-nos hoje aqui, uma vez mais, para reforçar que a prevenção dos fogos florestais é um desígnio regional, pelo que o Governo, entre todas as medidas, criou a Faixa Corta-fogo para proteger a população. Na nossa intervenção nesta zona de 480ha, temos contado também com a colaboração de vários privados, nomeadamente na limpeza dos seus terrenos, contribuindo para esta causa comum que é aumentar a segurança das pessoas, através da dimin 20-04-2018 Ambiente e Recursos Naturais
Prevenção dos fogos florestais é um desígnio regional A Secretária Regional do Ambiente e Recursos Naturais visitou hoje mais uma intervenção de limpeza de um terreno florestal na zona do Caminho dos Pretos.

Na oportunidade, Susana Prada explicou a iniciativa: «Encontramo-nos hoje aqui, uma vez mais, para reforçar que a prevenção dos fogos florestais é um desígnio regional, pelo que o Governo, entre todas as medidas, criou a Faixa Corta-fogo para proteger a população. Na nossa intervenção nesta zona de 480ha, temos contado também com a colaboração de vários privados, nomeadamente na limpeza dos seus terrenos, contribuindo para esta causa comum que é aumentar a segurança das pessoas, através da diminuição da carga combustível».

A faixa corta-fogo do caminho dos Pretos com 460 ha inclui áreas privadas que estão a ser alvo de intervenção com o apoio do Governo. 
O objetivo é limpar seja através do apoio aos privados que nela queiram investir, seja através da aquisição de terrenos e limpeza pelo próprio GR.
Com estas intervenções pretende-se diminuir a carga combustível e aumentar as condições de segurança da cidade do Funchal contra incêndios.

Esta intervenção em 3,75 ha decorre numa área privada, inserida no perímetro da corta-fogo, sendo o respetivo licenciamento condicionado à observância das boas práticas florestais

Esta intervenção não tem custos para o Governo Regional na medida em que é efetuada por uma empresa privada em resposta ao pedido realizado pelos proprietários, numa articulação direta entre estes e empresas de exploração florestal.

O Governo Regional facilita o contacto entre proprietários e madeireiros e emite as licenças de corte
A vegetação existente é essencialmente Eucalipto, existindo pontualmente algumas Acácias e vegetação invasora diversa de alto poder combustível 
No seguimento de todo o processo de sensibilização para a necessidade de proceder à limpeza dos terrenos, alguns proprietários têm assumido a iniciativa de eles próprios procederem a intervenções preparatórias no sentido de reduzir no imediato o risco de incêndio. No ano passado limpamos cerca de 50 ha, desta forma.