Susana Prada enaltece política do mar no Oceans Meeting 2018

A Secretária Regional do Ambiente evidenciou que a Região tem sabido antecipar e orientar a sua política do mar numa perspetiva global e integrada. 21-09-2018 Ambiente e Recursos Naturais
 Susana Prada enaltece política do mar no Oceans Meeting 2018

A propósito do Oceans meeting 2018, a decorrer em Lisboa, a Secretária Regional do Ambiente e Recursos Naturais interveio hoje na Reunião Ministerial.

Ministros, Secretários de Estado e altos representantes de organizações internacionais responsáveis ​​pelos Assuntos Marítimos, em representação de cerca de 60 países, debateram hoje em Lisboa a importância do reforço e do empenho de todos na governança oceânica.

No final do encontro, foi assinada uma declaração sobre Economia Circular Azul, "Green Shipping e Port Tech Clusters", baseada nas pressões a que os oceanos estão sujeitos, como a perda da biodiversidade, o lixo marinho e a acidificação, que colocam em causa o desenvolvimento de uma Economia Azul Sustentável e exigem um esforço à escala global.

Os objetivos que se traçam, são os de garantir oceanos saudáveis e resilientes, que potenciem uma economia sustentável e competitiva, que garantam o desenvolvimento económico e social, novos mercados e postos de trabalho.

A aposta no desenvolvimento e inovação tecnológica e a garantia da diminuição de emissão de poluentes, são também temas das agendas mundiais, salienta a mesma nota de imprensa.

A Secretária Regional do Ambiente evidenciou que a Região tem sabido antecipar e orientar a sua política do mar numa perspetiva global e integrada.

Sublinhou que “ a sintonia é particularmente evidente nas preocupações ambientais e medidas tomadas pela região no sentido da redução das pressões a que os oceanos estão sujeitos, numa lógica pense global, atue localmente; na sua política energética visando a redução das emissões e capacitando a região com fontes energéticas e combustíveis alternativos; a aposta na economia azul diversificada, suportado no ordenamento do espaço marítimo e potenciando a economia circular azul; e, finalmente, na necessidade permanente de investir em capital humano, promover a formação, a formação e a capacidade cientifica no domínio dos oceanos”

Anexos

Descritores