Este site utiliza cookies para uma melhor experiência de navegação. Ao navegar está a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de cookies aqui.

Governo empenhado em dirigir as suas políticas na base dos direitos e da liberdade, sem distinção

Susana Prada aproveitou ainda a oportunidade para recordar que «a Região, pela sua condição insular, confronta-se com outras questões de igualdade de direitos. A necessidade de corrigir as desigualdades estruturais, originadas pelo afastamento e pela insularidade, e a plena consagração dos direitos de cidadania da população madeirense, que definem o princípio da continuidade territorial». 08-11-2018 Ambiente e Recursos Naturais
Governo empenhado em dirigir as suas políticas na base dos direitos e da liberdade, sem distinção A Secretária Regional do Ambiente e Recursos Naturais, Susana Prada, reafirmou hoje o empenho do Governo Regional em dirigir as suas políticas na base dos direitos e da liberdade, sem distinção. No Colóquio “Declaração Universal dos Direitos Humanos - Um Olhar Atlântico”, a governante falou ainda da forte componente do Orçamento da Região para 2019 atribuída às diversas políticas na área social.

«O Governo Regional sempre se empenhou e dirigiu as suas políticas, na base dos direitos, e da liberdade, sem distinção.
Educação, cuidados de saúde, proteção das crianças e dos idosos, apoio social e habitação. A dignidade inerente, a direitos iguais e inalienáveis», disse a governante, explicando que «a concretização de diversas políticas na área social, representa uma forte componente do orçamento da Região para 2019, prova da importância que o executivo dirige, aos direitos fundamentais dos cidadãos».

Susana Prada aproveitou ainda a oportunidade para recordar que «a Região, pela sua condição insular, confronta-se com outras questões de igualdade de direitos. A necessidade de corrigir as desigualdades estruturais, originadas pelo afastamento e pela insularidade, e a plena consagração dos direitos de cidadania da população madeirense, que definem o princípio da continuidade territorial».