Este site utiliza cookies para uma melhor experiência de navegação. Ao navegar está a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de cookies aqui.

“Não podemos indiscriminadamente tomar a floresta de assalto e destruí-la”,

Colaboraram nesta campanha 16 estabelecimentos de ensino, que elaboraram 914 trabalhos manuais todos diferentes que são entregues com a mensagem de que “podemos desfrutar da nossa floresta sem a destruir”! 07-12-2018 Ambiente e Recursos Naturais
“Não podemos indiscriminadamente tomar a floresta de assalto e destruí-la”,

A Secretária Regional do Ambiente e Recursos naturais, Susana Prada, acompanhou, hoje, uma ação de sensibilização no âmbito da campanha do IFCN contra o corte ilegal de árvores. «Sabemos que nesta altura de Natal todos nós gostamos de decorar a nossa casa com uma árvore, ramagens e musgos. No entanto, não podemos indiscriminadamente tomar a floresta de assalto e destruí-la, pelo que o Instituto de Florestas e Conservação da Natureza (IFCN) lança esta campanha de sensibilização contra o abate ilegal de árvores, ramagens e musgos», explicou a governante.

 

De acordo com Susana Prada, «é possível abater árvores em propriedade privada, desde que autorizado pelo IFCN; a população pode ainda solicitar ao IFCN ramagens e musgos que resultam da limpeza da floresta e são disponibilizados à população na Casa Velha do Santo da Serra».

 

Colaboraram nesta campanha 16 estabelecimentos de ensino, que elaboraram 914 trabalhos manuais todos diferentes que são entregues com a mensagem de que “podemos desfrutar da nossa floresta sem a destruir”!


Anexos

Descritores