Este site utiliza cookies para uma melhor experiência de navegação. Ao navegar está a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de cookies aqui.
Pesquisar

Embaixador da UNESCO considera que tem havido, na Madeira, «uma preservação exemplar da floresta Laurissilva».

O perito da UNESCO defendeu, também, a classificação das levadas da Madeira como património da humanidade. 21-05-2019 Ambiente e Recursos Naturais
Embaixador da UNESCO considera que tem havido, na Madeira, «uma preservação exemplar da floresta Laurissilva». O embaixador da UNESCO em Portugal, Moraes Cabral, considera que tem havido, na Madeira, «uma preservação exemplar da floresta Laurissilva». Hoje, no seminário "Levadas da Madeira - 600 anos a vivificar a terra madeirense", promovido com o objetivo de dar a conhecer, divulgar e promover o envolvimento da população no processo conducente à candidatura das Levadas da Madeira, assim como auscultar as diversas entidades com responsabilidade na sua gestão, o perito da UNESCO defendeu a classificação das levadas da Madeira como património da humanidade.

Na abertura do seminário, a Secretária Regional do Ambiente e Recursos Naturais, Susana Prada, recordou, com emoção, o seu fascínio pelas levadas e por quem as construiu. «Talvez se emocionassem ao saber que, por eles, “extraordinário”, “impressionante” e belíssimo, se diz em tantas línguas…O que diriam se soubessem que, um dia, a sua obra será Património da Humanidade? Talvez as mãos calejadas tremessem. Talvez as expressões duras se suavizassem. Ou talvez o coração batesse em quilómetros de água e, numa última bravura, serpenteasse de novo as montanhas.»



Anexos

Descritores