Este site utiliza cookies para uma melhor experiência de navegação. Ao navegar está a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de cookies aqui.
Pesquisar

Susana Prada apresenta Programa de Governo que responde ao desafio das alterações climáticas

A secretária regional do Ambiente, Recursos Naturais e Alterações Climáticas apresentou um Programa de Governo realista e que tem em conta os desafios do futuro. 12-11-2019 Ambiente, Recursos Naturais e Alterações Climáticas
Susana Prada apresenta Programa de Governo que responde ao desafio das alterações climáticas A secretária regional do Ambiente, Recursos Naturais e Alterações climáticas esteve na Assembleia Legislativa onde apresentou o Programa de Governo para a presente Legislatura.
Na intervenção, a governante recordou o trabalho já realizado, reafirmando que a água, alimentos e território continuam a permanecer os maiores desafios da humanidade.
Projetando os próximos 4 anos Susana Prada, traçou alguns objetivos a serem alcançados, querendo “assegurar a transição para uma economia assente no conceito de circularidade, que reduz a extração de recursos, que prolonga o ciclo de vida dos materiais e que diminui a produção de resíduos”.
Na apresentação do seu programa, que exige “transversalidade, estratégia e ambição”, a governante apresentou vários pilares a serem desenvolvidos sempre na ótica da eficiência de recursos, como é exemplo a criação de uma Agenda Regional para a Economia Regional ou a Central de Compostagem na Meia Serra que produzirá, a partir de resíduos verdes, um composto orgânico 100% natural para substituição de adubos sintéticos.
Já em relação à política traçada para a floresta – “um dos maiores ex-libris da Região”, Susana Prada apresentou soluções para travar a propagação de incêndios e aluviões, mantendo-se o apoio da sua secretaria ao pastoreio de forma ordenada.
A limpeza da floresta, a reflorestação, novos caminhos florestais e a criação de um Fundo Florestal, que prevê que as receitas provenientes de atividades com impactos negativos revertam para a gestão da floresta e sua conservação foram outros pontos apresentados.
Antes de finalizar, a secretária regional focou a constante preocupação da gestão de recursos hídricos, cuja solução passa por uma maior sensibilização para reduzir o consumo ao mesmo tempo que o Governo irá continuar as intervenções nas redes de abastecimentos com vista a diminuir “as insustentáveis perdas de água”, pelo menos nos municípios aderentes à ARM.

Anexos

Descritores