Este site utiliza cookies para uma melhor experiência de navegação. Ao navegar está a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de cookies aqui.
Pesquisar

Candidatura das Levadas à UNESCO já tem logótipo

A candidatura “Levadas da Madeira” a Património da Humanidade está a ser preparada pelo Governo Regional da Madeira, através da Secretaria Regional do Ambiente, Recursos Naturais e Alterações Climáticas. 04-11-2020 Ambiente, Recursos Naturais e Alterações Climáticas
Candidatura das Levadas à UNESCO já tem logótipo

O logótipo proposto por Nuno Lopes foi o vencedor do concurso que a Secretaria Regional do Ambiente, Recursos Naturais e Alterações Climáticas (SRAAC) lançou para a criação da identidade da candidatura das “Levadas da Madeira” a Património da Humanidade da UNESCO.

Como se sabe, a candidatura “Levadas da Madeira” a Património da Humanidade está a ser preparada pelo Governo Regional da Madeira, através da SRAAC, tendo por base as regras estabelecidas pela UNESCO e seguindo o formulário de candidatura dos Bens a Património da Humanidade, na categoria de Paisagem Cultural, pelo que se impunha a criação de um logótipo alusivo à candidatura das “Levadas da Madeira”.

O concurso registou uma forte adesão, tendo sido recebidas 55 propostas de logótipo. Nuno Lopes, o vencedor do concurso, descreveu o seu trabalho como sendo «a representação visual dos percursos, das montanhas, das levadas e das suas múltiplas funções. Uma homenagem ao trabalho árduo das várias gerações responsáveis pela sua construção».

O logótipo é composto por dois elementos: o lettering e a linha que o contorna. «Tal como as levadas, a linha que envolve a palavra “levadas”, assume vários significados: representa as vias de condução de água e a produção de energia, e é também um monograma que combina as letras L e M, criando um símbolo alusivo às “Levadas da Madeira”, explicou o autor, sublinhando ainda que «o tipo de letra utilizado, com ar mais clássico, alude à história das levadas».

A secretária regional do Ambiente, Susana Prada, recordou que “este concurso teve como principal objetivo o desejo de envolver a população, fazendo-a parte integrante do processo de candidatura das levadas a Património da Humanidade. As levadas da Madeira são motivo de orgulho para todos os madeirenses, deslumbram aqueles que nos visitam e revelam o caráter único da relação de um povo com a natureza”.

O logótipo vencedor, de acordo com a governante, «constitui uma homenagem ao trabalho hercúleo que foi a construção das Levadas, bem como uma alusão à sua multifuncionalidade, quer no transporte de água para consumo humano, para agricultura e na produção de energia elétrica”.

O logótipo vencedor será utilizado em documentos oficiais respeitantes à referida candidatura, bem como em materiais de divulgação, páginas web e ações de divulgação em redes sociais e/ou noutros suportes.

 

 

 

[Eventual destaque]

Levadas da Madeira – candidatura a Património Mundial da UNESCO

Em 2015 foi apresentada à Comissão Nacional da UNESCO (CNU) a intenção de candidatar as “Levadas da Madeira” a Património Mundial da UNESCO.

Foi apresentada uma candidatura que foi analisada pelo Grupo de Trabalho para a Atualização da Lista Indicativa de Portugal, composto por um painel de especialistas que analisou o Valor Excecional do Bem proposto à luz das exigências da Convenção para a Proteção do Património Mundial e das Recomendações do Comité do Património Mundial refletidas nas Orientações Técnicas para a Aplicação da Convenção do Património Mundial, entre as quais a justificação dos critérios invocados, a autenticidade e integridade do bem entre outros aspetos. 

Essa candidatura foi aprovada em 2016 e consequentemente, desde 2017, as “Levadas da Madeira” integram a Lista Indicativa de Portugal ao Património Mundial, uma etapa superada e que é fulcral para que se possa apresentar a candidatura a Património da Humanidade.

 

 

 


Anexos

Descritores